Inverno, tempo de cuidar das plantas

Atenção para podas e regas menos frequentes

Gilberto Blume

Gilberto Blume

22/06/2023
Inverno, tempo de cuidar das plantas Pixabay/NBE

3 min de leitura

Dias mais curtos, noites geladas e sequências infindáveis de nevoeiro e cerração produzem preguiças e apetites repentinos em praticamente todos os seres. Nas plantas também.

O inverno, vê-se, é tempo de cuidar, de acalentar, de dar atenção. Depois, a partir de setembro, conforme os termômetros sobem, chega o tempo de colher, de curtir, de contemplar, fruir.

É no inverno, essa nem sempre bem assimilada estação, que bichos e plantas reduzem as atividades metabólicas a fim de estocar energia, preparando o fortalecido retorno para ali adiante, na primavera.

O inverno, portanto, é uma bênção para as plantas, muito especialmente para as espécies nativas, desde sempre integradas ao clima da região. Nós humanos, contudo, podemos e devemos dar uma ajudinha para que nossas plantas cruzem o inverno e alcancem a primavera fortalecidas, plenamente capazes de florescer, frutificar, embelezar. Pode não parecer, pois as plantinhas se encolhem, adquirem aspectos “sem graça”, mas para a flora a estação fria é tão importante quanto as demais estações.

Jardins, hortas e pomares inauguram a temporada de hibernação no outono, mas é no inverno que as plantas se entregam igual ursos: perdem folhas, param de crescer, não emitem brotos, florescem pouco (há exceções, naturalmente, como as azaléias, muito exibidas no frio). Portanto é agora, durante os meses de friaca, o momento ideal para manejar e dar atenção extra às belas-adormecidas que hibernam em nossos vasos e canteiros.

Em geral, plantas com bulbos são bons exemplares para ilustrar esse ciclo. Nesta época, a parte aérea (folhas e flores) dessas plantas desaparece. Os bulbos permanecem escondidos, entocados para resistir ao frio e rebrotar na primavera.

Esse ciclo é regra geral, e é nesse momento que precisamos exercitar nossos dons de jardineiros.

Mãos podando roseira

Podar, limpar e regar

Podar, limpar e regar menos frequentemente são os principais cuidados que as plantas exigem no inverno e que vão assegurar viço e beleza na primavera-verão. As três providências citadas tem relação íntima umas com as outras – e o objetivo sempre será ventilar a planta e evitar excesso de umidade para assegurar a sanidade das espécies. Senão, vejamos:

PODAR, mesmo que timidamente, favorece o ingresso de luz entre a ramagem, reduzindo a umidade e, em consequência, dificultando o surgimento de fungos eventualmente nocivos.

LIMPAR A PLANTA, removendo folhas mortas ou amareladas, igualmente permite a entrada de luz. Também é aconselhável manter o solo limpo, livre de folhas, por exemplo, a fim de que a umidade evapore com mais facilidade.

REGAR MENOS frequentemente completa a tríade de providências. As plantas devem ser menos aguadas no inverno porque há menos sol (portanto, a água demora mais a evaporar). Água em excesso pode encharcar o solo, transformando o vaso, floreira ou canteiro num potencial criadouro de fungos nocivos às plantas.

Há um bom e eficiente método para verificar se suas plantas carecem de água: o teste do dedo. Enfie o dedo na terra, e se o solo estiver seco, está na hora de regar.

Plantinhas suculentas

SUCULENTAS As suculentas, merecidamente tão em voga, requerem os mesmos cuidados no inverno. Não é necessário podá-las, mas remover folhas e flores ressequidas e triplicar a atenção com as regas são os principais pontos. Para suculentas, especialmente no inverno, vale a máxima: quanto menos você cuidar delas, mais belas elas ficarão.

FIQUE ATENTO

  • Pode as espécies que requerem podas. Remova galhos e ramos ressequidos;
  • Limpe as plantas, eliminando folhas mortas e amareladas. Mantenha o solo livre de folhas;
  • Desenterre bulbos, limpe-os e guarde-os em lugar seco. Na primavera, replante-os.
  • Regue com menos frequência.

DICA Guarde galhos, ramos e folhas e espere que se decomponham. Na primavera-verão esse composto será excelente fertilizante para suas plantas.

Leia também:

Compartilhe

Gilberto Blume

Gilberto Blume

Jornalista e paisagista

Também pode te interessar

blog photo

COP 28, das mudanças climáticas às mudanças de comportamento

A Conferência do Clima - COP 28 - pode ser um divisor de águas na história da humanidade entre a autodestruição ou a mudança

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Filme sobre Amazônia convida a "Pisar suavemente na Terra"

Documentário conduzido pelo escritor indígena Ailton Krenak mostra a luta diária de pessoas que defendem a floresta em diferentes regiões da Amazônia

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Adote essas dicas e ajude o Planeta

Você pode diminuir os impactos do seu consumo nas Mudanças Climáticas

Redação NBE

Redação NBE

simbolo Bem Estar

Receba conteúdos que te inspiram a viver bem

Assine nossa newsletter e ganhe um universo de bem-estar direto no seu e-mail