Que tal acrescentar brotos ao seu cardápio?

O consumo de brotos e de germinados integram a chamada culinária viva, que vem ganhando cada dia mais e mais adeptos

Redação NBE

Redação NBE

29/01/2024
Que tal acrescentar brotos ao seu cardápio? Adobe Stock/NBE

2 min de leitura

Sabe aquele experimento de brincadeira que fazemos na escola com grão de feijão no algodão?

Você hidrata a semente e dias depois a casca se rompe, revelando uma pontinha de raiz. Até aqui, o grau pertence ao que chamamos de “germinados”. Na sequência, a pontinha de raiz vai crescer até formar o broto.

Isso é o processo de germinação. É um cultivo simples, que faz parte da cultura alimentar oriental há muitos anos e gradativamente temos incorporado por aqui. O grão pode ser consumido na forma de germinado (mais leve e de mais fácil cozimento) ou na forma de broto, podendo ser usado cru, na forma de salada, ou levemente refogado (com um pouco de shoyu é uma delícia).

É muito importante que a gente adote cada vez mais o hábito de ter brotos e germinados na nossa alimentação. A lista de possibilidades é infinita: broto de feijão, broto de brócolis, broto de alfafa, broto de girassol, broto de quinoa, broto de lentilha, grão de bico... Em princípio, todo grão é um candidato a ser consumido na forma de brotos e germinados.

Pessoa segurando brotos

Os benefícios são incontestáveis e vão te conquistar, veja só:

  • São uma fonte importante de nutrientes - Assim como os demais alimentos in natura, os alimentos germinados representam o “acordar” das sementes por meio da hidratação e com isso, o alimento tem maior biodisponibilidade de nutrientes.
  • Quebra com a monotonia alimentar - Consumir brotos amplia a variedade de hortaliças consumidas, amplia o paladar para experimentar e saborear outras verduras num estágio diferente, o estágio de broto.
  • Baixo custo - Dependendo da espécie, 1 quilo de sementes pode produzir de 5 a 12 quilos de brotos. É muito micro verdinho para comer, dar de presente e compartilhar com as pessoas.
  • Ciclos rápidos de cultivo - Geralmente o ciclo de cultivo dura entre 7 a 21 dia, dependendo do tipo de grão.
  • Autonomia e empoderamento sobre a produção do próprio alimento - Existe uma expectativa e uma alegria da criança ao acompanhar as etapas do broto saindo do feijão. E sim, resgatando esse sentimento que é lúdico, mas muito importante, aprende-se ao longo das semanas o tempo certo de cada colheita, é mais fresco, saboroso e bonito colher na hora o verdinho para colocar por cima do prato na hora da refeição, além de ser um universo que permite experimentar novas espécies, se aprofundar no assunto, aproveite tudo isso!

Como consumir

Germinados são ótimas opções para refogados. Brotos vão bem em saladas, por cima de torradas com patê, por cima de uma banana grelhada, no meio do suco, por cima de um caldo ou creme de legumes, no meio do vinagrete e onde mais a imaginação permitir.

Se você tem dúvidas sobre como produzir brotos, acompanhe este tutorial que selecionamos no youtube por seu jeito simples e com ferramentas comuns na cozinha.

Compartilhe

Redação NBE

Redação NBE

Nosso Bem Estar é uma rede de mídias com o propósito de ajudar você a viver bem, de forma natural, saudável e justa.

Também pode te interessar

blog photo

Peixinho da horta: o peixe que não é peixe

Saiba como preparar o peixinho da horta, que traz benefícios para a saúde e o sabor do peixe sem a crueldade da pesca

Fernanda Moraes

Fernanda Moraes

blog photo

Você conhece os benefícios do neem?

Não é raro encontrar árvores de neem ornamentando residências e até mesmo palácios na Índia, onde a planta é reverenciada por seus tantos benefícios

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Novo ano, novos hábitos

O início do ano é um ótimo momento para abandonar de vez o sedentarismo e encarar novos hábitos, como a prática regular de exercícios físicos

Redação NBE

Redação NBE

simbolo Bem Estar

Receba conteúdos que te inspiram a viver bem

Assine nossa newsletter e ganhe um universo de bem-estar direto no seu e-mail