Os elementos e doshas no ayurveda

De acordo com o Ayurveda, a compreensão dos cinco elementos da natureza é primordial para o entendimento dos processos de saúde e adoecimento do ser humano.

Redação NBE

Redação NBE

24/11/2023
Os elementos e doshas no ayurveda AdobeStock.NBE

4 min de leitura

O Ayurveda - sistema milenar de medicina e prevenção tradicional indiano - busca promover a saúde e o bem-estar do ser humano através do autoconhecimento, da harmonia com a natureza e equilíbrio do corpo, mente e espírito. Nesse sistema, existe a concepção dos doshas (aquilo que desequilibra); eles oferecem uma interpretação psicofisiológica pessoal, intimamente relacionada com a atuação dos elementos naturais no organismo e com a complexa dinâmica do ser humano com seu meio.

E para compreender os processos de saúde ou adoecimento das pessoas, bem como a base do equilíbrio na visão ayurvédica, os cinco elementos naturais - água, ar, fogo, terra, e éter (ou espaço) - são primordiais. Cada um dos doshas (Vata, Pìtta e Kapha) detém uma variação dos cinco elementos, que simbolicamente, determina o que pode desarmonizar um organismo.

Raízes do desequilíbrio e possibilidades de harmonização

Segundo a terapeuta ayurvédica Sabrina Sainz, cada dosha está relacionado a um tipo de energia**,** a uma função fisiológica ou da mente - Vata à energia em movimento, Pitta à energia metabólica da transformação e digestão e Kapha, à energia estrutural e de lubrificação. “Harmonizadas, essas energias promovem saúde, equilíbrio, bem-estar e longevidade”.

Sabrina Sainz

Ela explica que a observação da atuação dos doshas nos guia na compreensão desse intrincado processo de interação e na descoberta das raízes dos desequilíbrios, apontando possibilidades de harmonização e hábitos que beneficiam nossa saúde e o bem-estar. “A visão clássica do Ayurveda nos traz a consciência de olhar para o momento presente, para a predominância dos cinco elementos no ambiente, no clima, no nosso corpo, no nosso estado mental e emocional - e aí apaziguar possíveis excessos ou incrementar deficiências”.

Por fim, Sabrina chama a atenção para uma questão: “Independentemente de sermos Kapha, Vata ou Pitta, o importante é observarmos quais elementos facilmente nos desequilibram ou nos trazem bem-estar. Precisamos de energia para digerir alimentos, para metabolizar e absorver nutrientes, para conduzir fluidos, para lubrificar e preservar as células. Então, entender os elementos e escolher sabiamente nossa alimentação e nossos hábitos nos conduz à harmonização do nosso metabolismo”.

Elementos do Ayurveda

Entenda mais sobre os doshas e os elementos

  • DOSHAS

VATA: energia em movimento

Está relacionado principalmente com a circulação sanguínea, com as nossas eliminações e com alterações mentais e emocionais.
Elementos: éter (espaço) e ar Equilibrado: traz leveza, fluidez, flexibilidade, criatividade e dinamismo. Em desequilíbrio: pode promover ansiedade, medo, inquietação, insônia e dificuldade de concentração.

PITTA: energia metabólica de transformação e digestão

Está relacionado ao metabolismo, à digestão estomacal, aos pensamentos e emoções bem digeridas. Elementos: fogo e água Equilibrado: favorece a boa digestão dos alimentos, a inteligência, a compreensão intelectual e a determinação.
Em desequilíbrio: pode ocasionar ou intensificar problemas gástricos, desordens inflamatórias, irritação, estresse e ciúmes a nível mental.

KAPHA: energia estrutural e de lubrificação

Está relacionado com a estrutura e estabilidade do corpo (ossos, músculos, tecidos conectivos), além da lubrificação.
Elementos: terra e água Equilibrado: dá força e estabilidade corporal, calma, perdão e amorosidade no coração. Em desequilíbrio: causa congestões, retenção de líquidos e bloqueios, pode levar ao apego, ganância, preguiça e possessividade.

  • ELEMENTOS

ÉTER (ESPAÇO):

Elemento mais sutil, que representa o espaço e a consciência, relacionado com a criação dos outros quatro elementos. Qualidades: é associado à comunicação, criatividade e intuição.

AR

Ele está presente na respiração, na circulação sanguínea e no sistema nervoso. Qualidades: é leve, seco, frio, sutil e móvel, considerado o elemento da comunicação e da troca de ideias.

FOGO:

Responsável pela transformação e pela digestão no corpo humano, está relacionado ao metabolismo, sistema digestivo e saúde da pele. Qualidades: é quente, leve, seco e sutil, considerado elemento da transformação e da purificação.

ÁGUA:

É responsável pela fluidez e lubrificação no corpo humano; está presente no sistema linfático, urinário e reprodutivo. Qualidades: é fria, pesada, úmida e suave, considerada o elemento da nutrição e da hidratação.

TERRA

É responsável pela estabilidade e pela sustentação no corpo humano e está presente nos ossos, músculos e tecidos conectivos. Qualidades: é pesada, fria, seca e densa, considerada o elemento da estabilidade e da força.

Leia também:

Compartilhe

Redação NBE

Redação NBE

Nosso Bem Estar é uma rede de mídias com o propósito de ajudar você a viver bem, de forma natural, saudável e justa.

Também pode te interessar

blog photo

Peixinho da horta: o peixe que não é peixe

Saiba como preparar o peixinho da horta, que traz benefícios para a saúde e o sabor do peixe sem a crueldade da pesca

Fernanda Moraes

Fernanda Moraes

blog photo

Você conhece os benefícios do neem?

Não é raro encontrar árvores de neem ornamentando residências e até mesmo palácios na Índia, onde a planta é reverenciada por seus tantos benefícios

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Novo ano, novos hábitos

O início do ano é um ótimo momento para abandonar de vez o sedentarismo e encarar novos hábitos, como a prática regular de exercícios físicos

Redação NBE

Redação NBE

simbolo Bem Estar

Receba conteúdos que te inspiram a viver bem

Assine nossa newsletter e ganhe um universo de bem-estar direto no seu e-mail