O papel dos exercícios físicos durante o processo de emagrecimento

Vale a pena associar uma dieta balanceada à prática regular de exercícios físicos durante o processo de emagrecimento

Redação NBE

Redação NBE

04/12/2023
O papel dos exercícios físicos durante o processo de emagrecimento Arquivo Alberton Studio Personal

3 min de leitura

Muito bem. Você decidiu que precisa emagrecer, mas quer passar por esse processo de forma saudável, cuidando da alimentação e fugindo do sedentarismo. A dica? Associe uma reeducação alimentar balanceada à prática de exercícios físicos (ambos acompanhados por bons profissionais) - mesmo que isso signifique enfrentar desafios e quebrar padrões de inatividade física já enraizados.

O fato é que médicos e nutricionistas concordam que inserir a prática rotineira de atividade/exercícios físicos na sua vida pode ajudar de forma significativa no processo de perda de peso e na melhora da saúde em geral. Sem dúvida, é uma complementação que pode fazer toda a diferença na busca por resultados duradouros e significativos. Mas você sabe por que?

Novos hábitos, nova perspectiva

De acordo com o personal trainer Ismael Alberton (sócio-proprietário do Alberton Studio Personal, em Garibaldi), o importante é que a prática de exercícios físicos faça parte da rotina. “É necessário que a pessoa incorpore esse novo hábito no seu dia a dia, porque a regularidade do treino - associada à duração e intensidade - reflete na velocidade de todo esse processo e nos resultados positivos, de forma progressiva”, explica.

Alberton frisa que essa mudança pode iniciar aos poucos, mas de nada adianta se exercitar, se houver descaso com a alimentação. “Para um processo de emagrecimento saudável e consistente, é preciso unir as duas coisas: fugir do sedentarismo e se alimentar de forma saudável, de preferência com a orientação de bons profissionais, tanto em relação à dieta quanto ao treino, que pode incluir exercícios aeróbicos e anaeróbicos”.

Mulher fazendo exercício

A importância do treino no processo de emagrecimento

Esse panorama é reforçado pela nutricionista Veruska Scomazzon (pós-graduada em Psicologia e Comportamento Alimentar/ Obesidade e Cirurgia Bariátrica): “Praticar exercícios físicos durante o processo de emagrecimento faz com que a pessoa crie um déficit energético ligado ao aumento do gasto calórico. E combinar o treino com uma dieta balanceada, especialmente indicada para o paciente, estimula a perda de gordura ao mesmo tempo que minimiza a perda de massa magra, acelerando também o metabolismo”.

A nutricionista explica que, comparado à gordura, o tecido muscular é mais ativo metabolicamente e usa mais calorias em repouso. “Por isso a musculação e exercícios de força são os mais indicados para a perda de peso”. E essa observação é ratificada por Alberton: “A musculação é um dos exercícios físicos mais relevantes durante o processo de emagrecimento - ela estimula o crescimento da massa muscular e, de quebra, traz benefícios como aumento da força, flexibilidade e resistência”.

O personal trainer detalha: “A gente precisa lembrar que o tecido muscular gasta calorias mesmo quando está em repouso, então, quanto mais desenvolvermos os nossos músculos, mais calorias o nosso organismo vai consumir para se manter em pleno funcionamento. O resultado disso: uma tendência a engordarmos menos com a quantidade de alimentos que consumimos diariamente”.

Por fim, ele chama a atenção para outro ponto importante. “A prática de exercícios físicos libera endorfinas no corpo e as endorfinas fazem parte de um grupo de hormônios que alivia a dor e cria uma sensação geral de bem-estar. Isso faz muita diferença quando a pessoa está passando por uma reeducação alimentar, precisando cortar ou diminuir a ingestão de alimentos que proporcionam a sensação fugaz de prazer e felicidade, como doces e petiscos. Nesse caso, o treino pode ser um bom substituto para esses antigos hábitos”.

Compartilhe

Redação NBE

Redação NBE

Nosso Bem Estar é uma rede de mídias com o propósito de ajudar você a viver bem, de forma natural, saudável e justa.

Também pode te interessar

blog photo

Depressão e ansiedade na adolescência: impacto e sinais de alerta

A ocorrência de transtornos de saúde mental nessa faixa-etária impacta a vida dos jovens, exigindo atenção para os primeiros sinais de alerta

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Vamos falar de saúde mental na adolescência?

Nos últimos anos, a ocorrência de transtornos mentais como ansiedade e depressão em adolescentes aumentaram de forma significativa, gerando uma grande preocupação. Afinal, quais fatores podem ajudar a amenizar essa tendência?

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Reiki: saiba mais sobre essa terapia milenar e seus benefícios

Técnica tem origem japonesa e utiliza a energia vital para restaurar a harmonia física, mental, espiritual e emocional dos pacientes, promovendo saúde e bem-estar

Redação NBE

Redação NBE

simbolo Bem Estar

Receba conteúdos que te inspiram a viver bem

Assine nossa newsletter e ganhe um universo de bem-estar direto no seu e-mail