Milho: receitas com o cereal de ouro das Américas

Saiba mais sobre a história e os benefícios do milho, este maravilhoso cereal que está em pico de safra. E aproveite as deliciosas receitas que selecionamos

Redação NBE

Redação NBE

26/02/2024
Milho: receitas com o cereal de ouro das Américas AdobeStock/NBE

4 min de leitura

Os registros mais antigos do cultivo do milho foram encontrados em pequenas ilhas próximas ao litoral do México e datam de há mais de 7 mil anos.

Civilizações importantes ao longo da história, os Olmecas, Maias, Astecas, Incas, Guaranis e outras etnias nas Américas tinham o milho na base de sua alimentação e reverenciavam o cereal na arte e na religião.

Com as grandes navegações do século XVI e o início do processo de colonização do continente americano, o “cereal das Américas” se expandiu para outras partes do mundo.

Diferentes variedades de milho sobre uma travessa

Hoje em dia são conhecidas cerca de 150 espécies de milho, com grande variedade de formato de grãos e cores. No Brasil, temos 28 variedades disponíveis para plantação, classificados em cinco tipos: duro, mole, pipoca, dentado e doce.

Atualmente, somente cerca de 5% da produção brasileira de milho se destina ao consumo humano e, mesmo assim, de maneira indireta na composição de outros produtos, sendo a maior parte de sua produção utilizada na alimentação animal.

Benefícios

O milho é um dos alimentos mais nutritivos que existem. Puro ou como ingrediente de outros produtos, é uma importante fonte energética.

Cada 100gr do milho em grão contém, aproximadamente, 360 kcal – o que representa perto de 20% da necessidade calórica de um adulto, em torno de 2.100 kcal diárias. Com alto conteúdo de melatonina, tem propriedades antioxidantes que retardam a degeneração neuronial e o envelhecimento.

Além das fibras, o grão de milho é constituído de calorias, vitaminas (B e complexo A), sais naturais, cálcio, óleo e grandes quantidades de açúcares, gorduras e celulose.

O milho é a matéria-prima principal de vários pratos da culinária típica brasileira como canjica, cuscuz, polenta, angu, mingaus, pamonhas, cremes, bolos, pipoca ou simplesmente milho verde cozido.

Como a época de colheita do milho verde coincide com o verão e parte do outono, nas outras estações a farinha de milho é uma excelente opção. Para manter as propriedades nutricionais do cereal, dê preferência para as farinhas integrais orgânicas, que você encontra nas lojas de produtos naturais.

Receitas

Experimente estas receitas que selecionamos pra você. São fáceis de fazer e tem aproveitamento integral das espigas.

Mingau de milho verde em travessa vermelha sobre mesa com guardanapo de juta e colher de pau, junto à espigas de milho

Mingau de milho verde tradicional

Ingredientes • 5 espigas de milho verde • 4 xícaras de leite • 1 xícara de açúcar • 1 colher de café de essência de baunilha (opcional) • 1 pitada de sal • canela em pó

Modo de preparo Com a espiga em pé, corte os grãos de milho com uma faca. (Não jogue fora os bagaços. Eles podem ser usados para saborizar o caldo de uma sopa ou molhos).

Bata os grãos com o leite no liquidificador até obter um creme liso. Passe o líquido por uma peneira, colocada em cima de uma panela e pressione para filtrar o bagaço e obter apenas o suco. (Não jogue fora o bagaço. Reserve para outra receita deliciosa).

Acrescente o açúcar, o sal e a essência de baunilha (opcional).

Cozinhe em fogo médio até borbulhar. Baixe o fogo e mexa por 10 minutos ou até ficar mais consistente. Quando virar um creme, desligue o fogo.

Coloque o mingau em um prato refratário ou em tacinhas individuais. Depois de esfriar, mantenha na geladeira por 1-2 horas para firmar e ficar geladinho.

Sirva polvilhado com canela em pó.

Fatia de bolo de bagaço de milho verde sobre prato branco

Bolo de bagaço de milho verde*

Para fazer este bolo utilize o bagaço que sobrou do mingau de milho verde

Ingredientes • 2 colheres de sopa de manteiga • 2 xícaras rasas de açúcar • 3 gemas
• 2 xícaras cheias de farinha de trigo • 1 xícara de leite de coco • 1 xícara de bagaço de milho verde
• 1 colher de sopa de fermento em pó • 3 claras em neve • sobras de queijo (opcional).

Modo de preparo Bater a manteiga com o açúcar e as gemas até formar um creme;

Juntar a farinha, o leite, o bagaço de milho e o fermento pela ordem dos ingredientes; me­xendo delicadamente;

Despejar em uma forma untada e colocar alguns pedacinhos de queijo na massa.

Assar em forno quente;

*Fonte: Mesa Brasil. Banco de Alimentos e Colheita Urbana: Aproveitamento Integral dos Alimentos.

Compartilhe

Redação NBE

Redação NBE

Nosso Bem Estar é uma rede de mídias com o propósito de ajudar você a viver bem, de forma natural, saudável e justa.

Também pode te interessar

blog photo

Aproveite mais de cem receitas com pinhão

A safra deste ano promete fartura. Ótimo para combinar o sabor maravilhoso do pinhão com sua riqueza nutricional

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Atividade física regular melhora humor e combate estresse

Treinar libera os chamados “hormônios da felicidade”, promovendo saúde física, mental e emocional

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Alimentação pode contribuir para a longevidade

Boas escolhas nutricionais têm papel fundamental no envelhecimento saudável

Redação NBE

Redação NBE

simbolo Bem Estar

Receba conteúdos que te inspiram a viver bem

Assine nossa newsletter e ganhe um universo de bem-estar direto no seu e-mail