Já ouviu falar nas doenças pós-Páscoa?

O corpo precisa ser preparado para a chegada do Outono e do Inverno

Redação NBE

Redação NBE

17/04/2023
Já ouviu falar nas doenças pós-Páscoa? AdobeStock/NBE

2 min de leitura

Você já observou que o período de pós-Páscoa coincide com uma incidência enorme de doenças respiratórias (incluindo o covid), infecções e até sintomas depressivos?

A Páscoa sempre acontece logo após a entrada da Estação do Outono, quando a luminosidade solar diminui e as temperaturas começam a baixar. É também nesta época que as chamadas “frentes frias” se intensificam.

As baixas temperaturas são uma das causas para o surgimento de doenças nesta época do ano, mas existem outras. O Nosso Bem Estar conversou com o terapeuta ayurvédico Paulo Alvarenga para esclarecer outros pontos com a ajuda da milenar Medicina Ayurveda.

NBE – O que causa esta grande incidência de doenças nesta época pós-Páscoa?

Paulo Alvarenga – As pessoas vêm de um período de verão com hábitos de ingestão de sorvetes, bebidas geladas, cerveja, batata frita e outros alimentos que acumulam toxinas no corpo que, se não for “limpo” na meia estação (Outono), a tendência é que essas toxinas sejam causas de inflamação.

O hábito de comer tanto doce na Páscoa é um agravante para a baixa de [imunidade](a tendência é que essas toxinas sejam causas de inflamação.). Justamente neste período em que estamos numa transição de estação, esses alimentos vão colaborar para inflamar o corpo. O organismo sempre procura o equilíbrio térmico. Nesta transição de Verão para o Outono/Inverno, com a imunidade já estressada, o corpo acaba se debilitando mais.

NBE – O que você quer dizer com “imunidade já estressada”?

Paulo Alvarenga – O que constatamos em consultório é que o longo período de estresse causado pela pandemia está na relação direta com a baixa de imunidade e as patologias que se tornaram mais difíceis de tratar. Acrescente-se ainda o uso excessivo de antibióticos, que vem causando uma baixa de imunidade e uma resistência maior para as bactérias.

Chá detox para inverno

NBE – O que você recomenda?

Paulo Alvarenga – O primeiro conselho é sempre ajustar a digestão. Fazer uma dieta leve e desintoxicar o corpo. Fazer mono dietas, ingerir alimentos leves, fazer jejum intermitente à noite, usar ervas e condimentos que são desintoxicantes, como o gengibre e a cúrcuma, por exemplo. Acrescentar chás como a carqueja, que tem uma função muito importante para a desintoxicação do fígado, e a aquiléa (mil folhas/mil em rama) que é um antibiótico natural maravilhoso que pode ser ingerido na forma de chás ou cápsulas.

É muito importante também observar o funcionamento do intestino e eventualmente usar algum purgativo, como o óleo de rícino, para reequilibrar.

É fundamental se preparar para receber as estações frias com o corpo limpo e o ayurveda oferece diversas terapias de desintoxicação para isto.

Compartilhe

Redação NBE

Redação NBE

Nosso Bem Estar é uma rede de mídias com o propósito de ajudar você a viver bem, de forma natural, saudável e justa.

Também pode te interessar

blog photo

Atividade física protege o coração e pode beneficiar pessoas com doenças cardiovasculares

O coração é um músculo, e assim como no resto do corpo, ele é beneficiado pela atividade física regular

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Alimentação consciente está atenta ao Planeta

E-book e audiolivro “PF - comida brasileira fácil e saudável” disponibilizam receitas de diversas regiões do país

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Depressão e ansiedade na adolescência: impacto e sinais de alerta

A ocorrência de transtornos de saúde mental nessa faixa-etária impacta a vida dos jovens, exigindo atenção para os primeiros sinais de alerta

Redação NBE

Redação NBE

simbolo Bem Estar

Receba conteúdos que te inspiram a viver bem

Assine nossa newsletter e ganhe um universo de bem-estar direto no seu e-mail