Comoventes histórias de Natal que recebemos de presente

Os leitores do Nosso Bem Estar nos enviaram Histórias de Natal simplesmente adoráveis que têm em comum um mesmo sentimento: é bom ser do bem

Redação NBE

Redação NBE

20/12/2023
Comoventes histórias de Natal que recebemos de presente Adobe Stock/NBE

6 min de leitura

Reza a lenda que, para ganhar presente do Papai Noel, é necessário ter sido uma boa pessoa durante o ano. A equipe do Nosso Bem Estar deve ter acumulado muitos méritos em 2023, pois nossos leitores nos presentearam com histórias de Natal divertidas, ternas e comoventes.

A partir do texto "Sim, Virginia, Papai Noel existe", instigamos o compartilhamento de histórias e agora só temos a agradecer por toda essa cumplicidade. Confira:

AdobeStock/NBE

Das histórias que a gente ouve e conta

Era uma vez, lá pelo início do século 21, dois jovens aventureiros, um do Brasil, outro da Noruega. Cruzavam o Vietnam de moto e se encontraram casualmente num bar. Ambos gostavam de cerveja e, como falassem inglês, fizeram amizade logo, pois tinham muitas aventuras para compartilhar. Cervejas foram chegando e o entusiasmo com as histórias aumentando. Depois de várias horas juntos, o brasileiro rindo, perguntou: “Mas você está mentindo muito, não é?” Ao que o norueguês, em tom solene, respondeu: "Nunca permita que a verdade atrapalhe uma boa história!" E riram muito juntos. Antes de se despedirem, o brasileiro agradeceu os bons momentos vividos e disse que, afinal, aproveitando o bom conselho do novo amigo, iria se reconciliar até com o Papai Noel. Uma boa e linda história de felicidade que lhe trazia muitas boas lembranças da infância e tornava a vida dele mais feliz. E partiram, cada um com seu destino, para mais partilhas, novas amizades, mais novas e inspiradoras histórias. Sempre verdadeiras no coração de quem conta.

>> Joaquim Pedro Melo Neto – Porto Alegre

AdobeStock/NBE

Triângulo de Natal

Quando minha filha era pequena, estudava numa escola de pedagogia Waldorf que tem um outro método de educação. Ela também gostava de ver vídeos do Palavra Cantada e observava os diferentes instrumentos musicais do grupo. Eu nunca fui muito de Papai Noel, mas a vó dela estimulava e fomos num shopping para ver o velhinho. Encontramos um Papai Noel já bem cansado. As crianças diziam a ele o que queriam ganhar de Natal e ele ouvia meio no modo automático. Minha filha, na época com uns três anos, pediu a ele: "Quero ganhar um triângulo." Nunca esqueci a cara que ele fez. Pareceu que o Papai Noel tinha acordado de um transe. De repente, saiu da letargia e do cansaço sem entender o pedido. Um momento inusitado. Minha filha ganhou seu triângulo e tocou muito. Afinal, era isso mesmo que ela queria ganhar.

>> Lu Adams – Antônio Prado

Menina brava com Papai Noel

Eu acreditava tanto

A minha história é de quando eu descobri que não existia Papai Noel. Eu tinha certeza de que Papai Noel existia. Mas meu irmão veio me dizer que não. Chocada, corri para minha mãe para perguntar. Ela me abraçou e disse que não existia mesmo. Aquilo foi uma sensação horrível pra mim. Conto esta história para lembrarem de ter mais cuidado com uma verdade inconveniente. De saber explicar para a criança e acolher seu sentimento. Afinal, para quem acredita, Papai Noel existe.

>> Nilva Damian - Florianópolis

Presépio de Natal

Canção de Natal

“Andava por aí sem dar muita atenção a quem precisa de ajuda, a quem precisa de uma mão Foi quando aconteceu uma grande tempestade Todo meu gado se extraviou e a peonada debandou

Estava perdido na noite, quando lembrei do conselho do meu pai Vai, pede ajuda que Ele vai te ajudar

Então de longe vi uma luz, fui troteando em sua direção, Não sabia onde ia, ficou apertado o coração, Me aproximei e fui entrando no galpão, Pedi licença pro casal que se esquentava no fogão

E de repente como por milagre, acendeu-se um clarão:

E vi na manjedoura um menino com os olhos tão brilhantes, Iluminando feito diamantes aquele humilde lar

E vi que ali estava a redenção, O que veio nos salvar, Aí que me dei conta que aquela era a noite feliz, a Noite de Natal em que encontrei Jesus.” (Esta é a letra de uma música que fiz há muitos anos e que cantamos aqui em casa todos os Natais.)

>> Beto Schuch – Nova Petrópolis

Burrinho de Natal

O burrinho dos presentes

Na minha infância, no interior de Guaporé, não existia Papai Noel. Existia o burrinho que carregava o menino Jesus e era o burrinho que vinha trazer os presentes. Então, a gente tinha que deixar umas graminhas verdinhas que sempre colhíamos próximo de uma fonte, para o burrinho do menino Jesus se alimentar.
Na manhã de Natal, a graminha tinha desaparecido. Sinal de que o burrinho tinha vindo, comido o pastinho e deixado os presentes. A gente fazia tudo com muito carinho. Os presentes eram simples. E qualquer coisa que se ganhasse era maravilhoso. O Papai Noel só fui conhecer na adolescência, através da televisão, quando fui pra cidade estudar.

>> Aneli Bertoncelo – Caxias do Sul

Gato em caixa de presente de Natal

Eu acredito em Papai Noel

Uma vez, quando eu era criança, Papai Noel apareceu na minha casa e deu presente para mim e para meus nove irmãos. Foi uma vez só. Nos demais anos, a gente não via o Papai Noel, mas os presentes sempre apareciam. Mesmo que fossem presentes simples. Eu nunca soube quem era aquele Papai Noel, mas ficou na lembrança.
Já adulta, próximo do Natal, vi meu gato Mingau desaparecer por vários dias. Já o dávamos como perdido. Quando meu filho me perguntou qual o presente que eu queria de Natal, não tive dúvidas: "Meu melhor presente de Natal seria o Mingau voltar pra casa", respondi. Na época, eu trabalhava à noite como enfermeira num hospital e neste ofício é comum a gente passar a noite de Natal trabalhando. Na manhã do dia 25, ao chegar em casa, quem estava na porta me esperando? Mingau me olhou como se nada tivesse acontecido. E viveu ainda muitos anos com minha família.

>> Jucelmi Oliveira – Caxias do Sul

Manino segurando bola globo terrestre

Papai Noel existe, sim!

Papai Noel existe, sim! Ele é o empregado de Jesus que, no dia do aniversário dele, ao invés de ganhar presentes, nos deu um grande presente: a esperança de um mundo melhor através do AMOR! “Paz na terra aos homens de Boa vontade” Quando todos os homens compreenderem isso vamos entender o presentão que Ele nos deixou! Enquanto isso temos os Papai Noéis!! Pessoas abnegadas que procuram fazer felizes outras pessoas. Nós todos podemos ser Papai Noel! Sempre lembro da História de São Nicolau, o primeiro Papai Noel!

>> Marília De Nadal Copat - Garibaldi

Compartilhe

Redação NBE

Redação NBE

Nosso Bem Estar é uma rede de mídias com o propósito de ajudar você a viver bem, de forma natural, saudável e justa.

Também pode te interessar

blog photo

Mãos à obra

Uma nova onda de solidariedade se move agora para apoiar quem está voltando para casa

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Ajudas diversas focam na saúde mental

Aqui você encontra várias iniciativas de profissionais voluntários para ajudar os atingidos pela emergência climática

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

A rede que balança o mundo

O que era para ser uma modesta ação em família resultou na doação de 42 mil litros de água mineral de Gravatal para o RS

Redação NBE

Redação NBE

simbolo Bem Estar

Receba conteúdos que te inspiram a viver bem

Assine nossa newsletter e ganhe um universo de bem-estar direto no seu e-mail