Novo olhar para as mães na pandemia

Atuação será voltada às mulheres mães, puérperas ou que desejam engravidar

Redação NBE

Redação NBE

22/06/2022
Novo olhar para as mães na pandemia Adobe Stock/NBE

2 min de leitura

A pandemia se caracterizou pelo desafio de manter a saúde mental em dia. Segundo a psicóloga especialista na área de terapia cognitivo-comportamental, Cristhine Pérsico, foi um período em que vários quadros se agravaram, em especial o nível de ansiedade dos indivíduos, as brigas conjugais e o estresse das mães com os filhos em casa.

“Ela aumentou o medo, a insegurança e a incerteza. Sem contar o processo de luto dos pacientes que perderam alguém especial. É possível que muitas pessoas deem mais valor e afeto aos momentos sociais e interações com pessoas importantes. Muitas delas mudaram seus valores e seu conceito sobre a vida depois da pandemia”, constata a psicóloga.

Neste período, o olhar da profissional se voltou especialmente para as mães, ao observar que as incertezas e os medos trazidos pela pandemia agravaram os sintomas de ansiedade em mulheres grávidas.

“O difícil acesso aos serviços de saúde em meio ao confinamento, por exemplo, fez muitas mães terem crises de pânico e ansiedade ao não conseguirem realizar o pré-natal regularmente. O vírus era desconhecido e as mães tinham crises só de pensar em contraí-lo e isso ter efeitos na formação do feto. O excesso de notícias ruins e a falta da rede de apoio devido ao isolamento também foram nocivos. A psicologia teve um papel importante para manter a saúde mental das mães, de maneira que isso não afetasse a saúde física, o que poderia acarretar perdas gestacionais, partos prematuros e eventuais intercorrências”, constata Cristhine Pérsico.

Crédito: Matheus Salvador

O gosto pelo acompanhamento desta fase da vida das mulheres levou Cristhine a buscar uma especialização em Psicologia Perinatal e Obstétrica no consagrado Instituto Suassuna, a fim de focar no atendimento de mães, sejam gestantes, puérperas ou ainda as mulheres que desejam engravidar.

“Pretendo realizar assistência psicológica no momento do parto. As técnicas da terapia cognitivo-comportamental são essenciais no processo de psicoterapia com as mães. Com elas podemos tratar ansiedade, depressão e outras condições que geram sofrimento nesse período de grandes mudanças”, garante a profissional que está preparando o novo consultório recém-inaugurado no bairro Exposição, em Caxias do Sul para este fim.
Em tempos de excesso de informações, com as telas dos celulares sempre tomando a atenção, a psicóloga Cristhine Pérsico também orienta suas pacientes para aliviar a ansiedade com técnicas de relaxamento, de respiração e do mindfulness, que foca na atenção plena e como forma de meditação.

“Para lidar bem com as emoções, é importante identificar e nomear o que se está sentindo, para futuramente conseguir administrar essa emoção. E muitas pessoas só aprendem isso na terapia. Ao longo das sessões, é possível ajudar os pacientes a terem respostas mais adaptativas frente a emoções muito fortes, evitando assim comportamentos impulsivos”, recomenda.

Compartilhe

Redação NBE

Redação NBE

Nosso Bem Estar é uma rede de mídias com o propósito de ajudar você a viver bem, de forma natural, saudável e justa.

Também pode te interessar

blog photo

Para integrar corpo e mente

Técnica da Psicologia do Exercício é aliada da saúde integral

Thais Wortmann Gomes

Thais Wortmann Gomes

blog photo

Aliada da saúde e da beleza

A linhaça tem múltiplas aplicações e benefícios

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Psiconeuroimunologia e Epigenética

Até onde vai nosso poder sobre o corpo e a mente?

Redação NBE

Redação NBE

simbolo Bem Estar

Receba conteúdos que te inspiram a viver bem

Assine nossa newsletter e ganhe um universo de bem-estar direto no seu e-mail