Exercite seu cérebro!

Prática ajuda na memória e retarda o envelhecimento

Redação NBE

Redação NBE

06/02/2023
Exercite seu cérebro! Adobe Stoick NBE

3 min de leitura

Engana-se quem pensa que o cérebro é um órgão imutável. Assim como exercitamos o corpo para conseguir um melhor condicionamento físico, podemos treinar o cérebro para aumentar o seu desempenho. Isso acontece devido à neuroplasticidade, ou maleabilidade cerebral, que está relacionada com a capacidade do órgão de se adaptar às mudanças, sejam elas positivas ou negativas.

Investir em técnicas e treinamentos para estimular o cérebro e melhorar o seu desempenho é uma estratégia positiva para todas as idades e se torna ainda mais importante com o passar dos anos.

O neurocientista norte-americano Michael Merzenich é um dos pioneiros nessa área e já fez diversos estudos para constatar a possibilidade de criar novas conexões e circuitos neuronais ao longo da vida a partir de estímulos.

Para ele, o cérebro tem a capacidade de se modificar a cada dia, ganhando ou perdendo habilidades de acordo com o uso.

A neuroplasticidade entra em ação em diversas ocasiões. Na área da saúde, ela contribui, por exemplo, com o tratamento de doenças que envolvam lesões neurais, como traumatismo craniano e o acidente vascular cerebral, que causam sequelas que podem comprometer os movimentos, a fala etc.

Sendo assim, alguns exercícios ajudam a estimular o cérebro e as funções motoras para que o paciente tenha mais qualidade de vida.

A área da psicologia é outra que se beneficia da maleabilidade cerebral, uma vez que ela ajuda o indivíduo a se adaptar às mudanças, tratar depressão e mudar hábitos ou atitudes negativas. O tratamento deve ser feito com técnicas adequadas para estimular as sinapses, que são a comunicação entre um neurônio e outro, e alcançar a readaptação do cérebro.

Além disso, a neuroplasticidade ocorre diariamente sempre que aprendemos algo novo, como andar de bicicleta, aprender um instrumento, etc.

Michael Merzenich conta em seu livro “Soft-Wired: How the New Science of Brain Plasticity Can Change Your Life”, sem tradução para o português, quais são os fundamentos para desenvolver a plasticidade cerebral no dia a dia.

Segundo ele, para realizar uma mudança, é necessário manter o cérebro motivado, e para isso é preciso foco.

Outro fundamento é sobre a regularidade: a prática deve ser constante para que as conexões entre os neurônios se tornem mais fortes.

A importância do treinamento cerebral

Investir em um treinamento específico para esse órgão faz com que novas conexões sejam criadas, agregando diversos benefícios para o indivíduo — um dos principais é combater o envelhecimento cerebral.

A estratégia pode ser aplicada com crianças e jovens em fase escolar, adultos e idosos. Ela é útil, por exemplo, para desenvolver o raciocínio e a criatividade, fortalecer a memória, contribuir com a socialização, entre outros benefícios.

Em um primeiro momento, treinar o cérebro pode parecer complexo, não é mesmo? Mas isso acontece sempre que aprendemos uma habilidade nova ou vivenciamos algo diferente. Se dedicar ao aprendizado de um novo idioma é uma forma de trabalhar essa parte do corpo. Além disso, jogos de tabuleiro, exercícios de raciocínio lógico, meditação e até vídeo games podem cumprir essa função.

A meditação é mais uma estratégia positiva. A atividade traz inúmeros benefícios para o corpo e a qualidade de vida, tais como tranquilidade, redução da ansiedade, entre outras. Em relação ao estímulo para o cérebro, ela auxilia na concentração, no aprendizado e na prevenção do envelhecimento cerebral.

Um dos segredos da ginástica cerebral é aumentar o grau de dificuldade com o passar do tempo, para que o órgão não entre em uma zona de conforto e para que seja constantemente desafiado.

Contudo, para ter sucesso, é importante manter a frequência e aumentar a dificuldade do desafio com o passar do tempo.

Compartilhe

Redação NBE

Redação NBE

Nosso Bem Estar é uma rede de mídias com o propósito de ajudar você a viver bem, de forma natural, saudável e justa.

Também pode te interessar

blog photo

Conheça os benefícios do Thetahealing

Técnica terapêutica energética criada há quase trinta anos, o Thetahealing atua identificando e transformando crenças limitantes, além de trabalhar sentimentos e auxiliar na resolução de problemas

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Receitas práticas para a longevidade

O Nosso Bem recebeu de parceiros boas receitas para uma longevidade saudável e feliz, que compartilhamos aqui com nossos leitores

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

O cérebro não sabe a idade que ele tem

Não se assuste com a idade! O cérebro consegue manter a plasticidade e a capacidade de aprender desde que a pessoa tenha otimismo e disciplina para se manter disposta a isso

Redação NBE

Redação NBE

simbolo Bem Estar

Receba conteúdos que te inspiram a viver bem

Assine nossa newsletter e ganhe um universo de bem-estar direto no seu e-mail