Não desperdice a sua e a nossa energia

A adoção de novos hábitos de consumo e de energia está ao alcance de cada um. Ações simples colaboram para gerar menos impactos ambientais.

Redação NBE

Redação NBE

28/10/2021
Não desperdice a sua e a nossa energia AdobeStock/NBE

8 min de leitura

O consumo de energia está diretamente relacionado às emissões de gases de efeito estufa e tem impacto na economia doméstica. Afinal, é com a sua energia de trabalho - e às custas do meio ambiente - que a conta do consumo será paga.

Fique atento e adote novos hábitos que ajudem a economizar os diferentes tipos de energia que utilizamos em nosso dia a dia, de forma a obter o máximo benefício com um menor consumo, evitando os desperdícios ou o uso inadequado.

Para colaborar com a preservação ambiental, tome atitudes simples que também estão ao seu alcance, como economizar água, separar o lixo para reciclagem, diminuir o uso de automóveis, evitar compras por impulso e utilizar produtos que sejam ecológicos e biodegradáveis.

Inclua em suas ações reduzir viagens realizadas por transporte individual, utilizar equipamentos domésticos mais eficientes e até mesmo diminuir o consumo de carne, já que a criação e abate de animais consome muita água e, não raro, colabora direta ou indiretamente para a devastação de biomas como floresta, cerrado e pantanal.

Fique atento para a Eficiência Energética uma atividade que busca melhorar o uso das fontes de energia de uma forma mais racional. O principal benefício da eficiência energética é reduzir os impactos ambientais e economizar

Em sua casa há várias formas de ter uma boa qualidade de vida e ainda ajudar o planeta.

O Idec - Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - desenvolveu a plataforma on-line Clima & Consumo para os consumidores poderem medir o impacto do seu estilo de vida sobre as mudanças climáticas, comparar a eficiência energética e o custo-benefício de eletrodomésticos. A plataforma traz três calculadoras, em um layout amigável e intuitivo.

Por meio da Calculadora de Equipamentos Econômicos, o usuário avalia a relação custo-benefício de um eletrodoméstico considerando sua eficiência energética.

A eficiência energética é apenas uma dessas formas. Veja alguns exemplos:

GELADEIRA E FREEZER

Evite a proximidade com o fogão ou áreas expostas ao sol; no caso de instalação entre armários e paredes, deixe um espaço mínimo de 15 cm dos lados, acima e no fundo do aparelho.

Evite abrir a porta da geladeira por tempo prolongado.

Deixe espaço entre os alimentos e guarde-os de forma que você possa encontrá-los facilmente.

Não guarde alimentos e/ou líquidos quentes, nem recipientes sem tampa na geladeira.

Não forre as prateleiras com vidros ou plásticos, pois isso dificulta a circulação interna de ar.

Faça o descongelamento do freezer periodicamente, conforme as instruções do manual.

Conserve limpas as serpentinas (as grades) que se encontram na parte de trás do aparelho e não as utilize para secar panos, roupas, etc.

Quando você se ausentar de casa por tempo prolongado, esvazie o freezer e a geladeira e deixe-os desligados.

CHUVEIRO E AQUECEDOR

Só ligue o chuveiro quando estiver pronto para o banho, feche a torneira enquanto estiver se ensaboando e seja breve.

  • Quando o tempo não estiver frio, use o chuveiro com a chave na posição verão (morno); o consumo é 30% menor do que na posição inverno.
  • Se seu imóvel tiver aquecedor central, escolha um boiler com capacidade adequada às suas necessidades; prefira modelos que disponham de tanque com melhor isolamento e controle de temperatura.
  • Regule o aquecedor periodicamente e, ao usá-lo, ajuste o termostato de acordo com a temperatura ambiente.

ILUMINAÇÃO

  • Use lâmpadas fluorescentes nas dependências onde a luz fica acesa por mais tempo, como cozinha, copa e sala; não se esqueça de descartá-las e entregar as lâmpadas queimadas nos locais de venda.
  • Aproveite a luz do sol para realizar tarefas dentro de casa, evitando acender lâmpadas durante o dia.
  • Mantenha desligados os aparelhos elétricos que não estiverem sendo usados e as lâmpadas nos ambientes onde não há ninguém.
  • Uma boa dica para quem vai pintar a casa é usar cores claras nos tetos e paredes - elas refletem melhor a luz, reduzindo a necessidade de luz artificial.
  • Periodicamente, faça a manutenção das instalações elétricas já que fios mal encapados e mal isolados causam fuga de corrente.

MÁQUINAS DE LAVAR E FERRO ELÉTRICO

  • Ao usar máquinas de lavar louças e roupas, ligue-as somente com toda a sua capacidade preenchida.
  • Habitue-se a juntar a maior quantidade possível de roupas para passá-las de uma só vez.
  • Se o ferro for automático, regule sua temperatura.
  • Passe primeiro as roupas delicadas, que precisam de menos calor; no final, depois de desligá-lo, você ainda poderá aproveitar o calor para passar algumas roupas leves.

TELEVISÃO

  • Quando ninguém estiver assistindo, desligue o aparelho.
  • Não durma com a televisão ligada.
  • Se necessário, uma opção é recorrer ao timer (temporizador) para que o aparelho desligue automaticamente.

AR CONDICIONADO

  • Na hora da compra, escolha um modelo adequado ao tamanho do ambiente em que será utilizado.
  • Prefira os aparelhos com controle automático de temperatura.
  • Na instalação, procure proteger a parte externa da incidência do sol (mas sem bloquear as grades de ventilação).
  • Quando o aparelho estiver funcionando, mantenha as janelas e as portas fechadas.
  • Desligue-o quando o ambiente estiver desocupado.
  • Evite o frio excessivo regulando o termostato.
  • Mantenha limpos os filtros do aparelho, para não prejudicar a circulação do ar.

ENERGIA ELÉTRICA

  • É possível reduzir o consumo de energia desde o planejamento da construção de um imóvel para aproveitar ao máximo a iluminação natural.
  • Abra janelas, cortinas e persianas durante o dia.
  • Reorganizar a disposição dos móveis também pode ajudar a incidência de luz natural.
  • Troque as lâmpadas incandescentes por lâmpadas fluorescentes compactas ou de led.
  • Adote dispositivos de detecção de presença para lâmpadas em áreas externas, por exemplo.
  • Ao sair do ambiente, sempre apague as luzes.
  • Use cores claras no teto e nas paredes internas. Elas refletem melhor a luz e deixam o ambiente mais claro.
  • Mantenha luminárias, globos e arandelas sempre limpos.
  • Avalie a possibilidade de adotar o aquecimento solar de água. A substituição dos chuveiros elétricos por aquecimento solar possibilitaria a diminuição de 30 a 50% da conta de energia do consumidor residencial.
  • Verifique as borrachas de vedação da geladeira e do forno - coloque uma folha de papel entre a borracha e a porta: se a folha ficar solta, a porta não está fechando de forma correta.
  • Antes de comprar um novo equipamento eletroeletrônico, verifique a etiqueta de consumo de energia e o selo do Procel e escolha aquele que consome menos energia.
  • Evite equipamentos ligados quando não necessário. Desligue os equipamentos da tomada, em vez de desligar apenas no comando, se você for ficar períodos longos sem utilizá-los. Os aparelhos em modo stand-by continuam consumindo energia.
  • Não ligue a televisão só para servir de companhia, nem adormeça com ela ligada. Programe para que desligue sozinha.
  • Programe as definições do seu computador para ele se desligar automaticamente (hibernar) após um tempo sem ser utilizado.
  • Avalie com um especialista sobre as vantagens de instalação de placas fotovoltaicas para a produção de energia elétrica.

Dicas para economizar gás

Para que seu botijão dure mais e você possa se alimentar de maneira adequada, separamos algumas dicas.

Evite abrir o forno

Pode ser difícil resistir à tentação de abrir o forno de tempos em tempos para saber como está o alimento. Ao abri-lo, ele perde calor e dessa forma gasta mais gás para voltar à temperatura ideal. Marcar o tempo de preparo da receita ajuda a evitar abrir o forno desnecessariamente.

Mantenha as bocas do fogão limpas

Se as chamas estiverem meio amarelas ou laranjas, é sinal de que as bocas estão sujas ou com mal funcionamento. O fogo perde sua potência e acaba gastando mais gás para cozinhar o alimento. A chama na cor azul significa a queima total do gás em combustão com o oxigênio, ou seja, uma chama mais intensa e mais quente.

Use a panela de pressão quando possível

A panela de pressão cozinha os alimentos em menos tempo. Em 1996, o Idec realizou testes de segurança nesses produtos e pressionou o INMETRO para um sistema de certificação obrigatório válido até hoje. Uma boa dica, no caso de grãos como feijão e grão-de-bico, é deixá-los de molho por, pelo menos, 12 horas. Dessa forma, os grãos ficam mais macios, facilitando ainda mais o cozimento.

Evite a passagem de vento

Se na sua cozinha tem uma janela que permite a passagem de vento pelo seu fogão, vale a pena fechá-la enquanto cozinha. Isso porque o vento diminui a potência das chamas, exigindo mais tempo para que a panela atinja a temperatura ideal.

Cozimento a vapor

Que tal aproveitar o cozimento de um alimento que está na panela para colocar uma escorredeira metálica em cima e já cozinhar outros alimentos no vapor, como os legumes? Assim, você gasta a mesma quantidade de gás para cozinhar uma quantidade maior de alimentos.

Use bocas do fogão adequadas

Colocar uma panela pequena em uma boca grande é desperdício do seu gás de cozinha. Centraliza sempre a panela sobre a chama.

Tampe as panelas

Panelas tampadas aproveitam mais a chama, cozinhando mais rápido, já que o calor não se dissipa para o ar.

Corte os alimentos em pedaços menores

Como você pôde perceber, o tempo de uso é determinante para a economia de gás. Por isso, saiba que, quanto menor o corte do alimento, menos tempo ele levará para ser cozido.

Planeje o uso do forno

Uma boa ideia é aproveitar para cozinhar juntos os pratos diferentes que usam o forno na mesma temperatura. Talvez a sobremesa e o prato principal indo ao forno juntos, sempre tomando cuidado com os diferentes tempos de cozimento.

Cheque o botijão de gás e mangueiras

O processo de checagem é simples. De tempos em tempos, verifique as roscas do botijão de gás e os canos do fogão e forno despejando um pouco de espuma de sabão e observando se há algum vazamento se houver bolhas de ar formando-se. Além de ajudar na economia, evita acidentes.

Fonte: Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - IDEC

Compartilhe

Redação NBE

Redação NBE

Nosso Bem Estar é uma rede de mídias com o propósito de ajudar você a viver bem, de forma natural, saudável e justa.

Também pode te interessar

blog photo

Ecologistas registram memórias

Projeto Ambientalistas do Sul registra a história dos pioneiros da ecologia

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Festas têm que ser com proteção

Cartilha da Fiocruz orienta formas mais seguras de passar as festas de final de ano

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Resultados da consciência solidária

Covid 19: a vacinação já mostra resultados, mas não é hora de baixar a guarda

Redação NBE

Redação NBE