Julho sem plástico

Brasil é o quarto maior produtor de lixo do mundo

Redação NBE

Redação NBE

24/07/2022
Julho sem plástico Adobe Stock/NBE

2 min de leitura

A campanha JULHO SEM PLÁSTICO iniciou na Austrália em 2011 e ganhou o mundo. Em vários países o boicote ao uso de plásticos já está bem avançado e virou lei.

Na Inglaterra, Irlanda, Escócia, Dinamarca, Alemanha, Portugal e Hungria, sacolas plásticas são cobradas no comércio para que os consumidores mudem seu comportamento e usem sacolas retornáveis.

Desde 2014, a cidade norte americana de São Francisco baniu a venda de garrafas plásticas em espaços públicos.

A França aprovou lei que, desde 2020, proíbe copos, canudos e outros objetos de uso único. No início de 2022 passou a proibir também a venda de diversas frutas e legumes em embalagens plásticas.

No Brasil, a campanha JULHO SEM PLÁSTICO ainda é tímida, mas cada um pode começar a sua desde já. Motivos não faltam*:

  • O Brasil é o quarto maior produtor de lixo do mundo – perdendo apenas para os Estados Unidos, China e Índia.

  • Apenas 3% de todo esse lixo produzido é reciclado no Brasil. Somente em 2019, foram geradas 11,3 milhões de toneladas de plástico. Dessas, apenas 145 mil, ou seja, 1,3% foram recicladas em território nacional;

  • Estudos feito pelo Atlas do Plástico sobre a quantidade de lixo em 170 praias brasileiras mostram que 54% delas está poluída ou extremamente poluída. E ainda de acordo com a pesquisa, o Brasil ocupa a 16ª posição no ranking dos maiores poluidores do oceano por plástico;

  • Cada brasileiro produz 1 kg de lixo plástico por semana;

  • O Brasil produz 11.355.220 milhões de toneladas de lixo plástico por ano;

  • 2,4 milhões de toneladas de plástico são descartadas de forma irregular;

  • 7,7 milhões de toneladas ficam em aterros sanitários;

  • Dentre os maiores produtores de lixo plástico, nosso país é o que menos recicla;

  • Quase metade de todo o plástico produzido até hoje no mundo foi fabricado a partir do ano 2000;

  • Mais de 18 bilhões de quilos de plástico descartado em regiões costeiras vai parar nos oceanos todos os anos.

*Fonte: WWF Brasil (Fundo Mundial da Natureza)

Dicas simples para reduzir o uso do plástico no seu dia a dia

  • Consuma apenas o necessário;
  • Opte por produtos orgânicos e sem embalagens. Compre a granel e leve sua própria embalagem para transportar (saquinhos de tecido, potes)
  • Elimine o plástico descartável da sua vida. Recuse a ideia de copos, pratos e talheres descartáveis em festinhas domésticas. Você vai encontrar uma boa alternativa que não polua.
  • Monte seu kit lixo zero (canudo de inox, ecobag, copo, talheres).
  • Evite a compra de garrafas pet não reusáveis. Leve sua própria garrafa de água para onde for;
  • Encaminhe seus resíduos corretamente;
  • Aproveite o que dá pra reutilizar;
  • Ao invés de comprar, troque, reinvente;
  • Use produtos ecológicos;
  • Doe o que não utiliza mais.

Compartilhe

Redação NBE

Redação NBE

Nosso Bem Estar é uma rede de mídias com o propósito de ajudar você a viver bem, de forma natural, saudável e justa.

Também pode te interessar

blog photo

Voluntariado na área da saúde

Terapeuta está organizando grupos de reikianos

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Teatro, tênis e bem-estar

Projeto leva esporte, arte e leitura para escola

Redação NBE

Redação NBE

blog photo

Astrominas 2022 abre inscrições

Cientistas da USP vão ministrar as aulas online

Redação NBE

Redação NBE

simbolo Bem Estar

Receba conteúdos que te inspiram a viver bem

Assine nossa newsletter e ganhe um universo de bem-estar direto no seu e-mail