Bem-vindo ao Nosso Bem Estar!
Para acessar toda positividade de nosso conteúdo, escolha o portal mais próximo a você.

Bem-estar

16/11/2015 13h25

Uma Terapia Fundamental

A massagem tem muitos objetivos, como o alívio de dores, o relaxamento, a estimulação de funções e a tonificação muscular; mas o principal talvez seja recuperar a capacidade de contato.

Por Nosso Bem Estar

DOLLAR PHOTO CLUB
Capa nov dollarphotoclub 50631441

A massagem tem sido usada nas técnicas de cura do Oriente há milhares de anos

Além de sua reconhecida importância terapêutica, restaurando um funcionamento mais natural na pessoa, a massagem, dentro do contexto social em que vivemos, oferece mais uma série extra de atributos vitais: o restabelecimento e a valorização do contato corporal, consigo e com o outro, a ampliação da referência humana nos sentimentos e nas emoções, a restauração da capacidade de contatar o outro de maneira mais livre, simples e profunda, com a consequente maior vinculação solidária entre as pessoas.

ORIGEM MILENAR

A palavra massagem deriva do termo francês “masser”, que significa amassar. O termo massagem agrega um conjunto muito diversificado de técnicas manipulativas, e tal conjunto representa uma das formas de terapia mais antigas do mundo, tendo aplicação numa grande variedade de situações. Por ser uma forma de terapia, também pode ser conhecida como massoterapia e se enquadra na área de abrangência da integração terapêutica preconizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A massagem tem sido usada nas técnicas de cura do Oriente há milhares de anos. Nas pinturas murais, na arte tumular, na cerâmica, em xilografias e desenhos ficaram registros do uso da massagem na China, no Japão, no Egito e na Pérsia (Irã) há mais de 5.000 anos. No Ocidente, a massagem era utilizada nas medicinas grega e romana. Hipócrates, o “pai da medicina”, escreveu no séc. V a.C. que “para se gozar de boa saúde, é preciso tomar um banho perfumado e fazer uma massagem com óleos todos os dias”.

Por ser uma arte terapêutica tão antiga, é compreensível que existam várias técnicas, escolas e estilos, muitas vezes com objetivos específicos, originários de várias partes do mundo. Assim é fácil compreender o porquê de existirem técnicas de massagem tão diferentes umas das outras, apesar de algumas serem também muito semelhantes entre si.

De um modo geral podemos definir a massagem como a prática de aplicar força ou vibração sobre os tecidos do corpo, incluindo músculos, tecidos conectivos, tendões, ligamentos e articulações, para estimular a circulação, a mobilidade, a elasticidade e o fluxo energético corporal. Os objetivos são vários e incluem o alívio de dores, o relaxamento, a estimulação de funções e a tonificação muscular. 

Na verdade, a massagem faz muito mais do que isso. Não apenas produz uma sensação agradável, mas beneficia todos os processos corporais, tratando ou prevenindo enfermidades.

BENEFÍCIOS MIL

Os benefícios da massagem são muitos e variados, como sensação profunda de relaxamento e bem-estar, melhoria do sistema circulatório geral, fortalecimento do sistema imunológico, diminuição da tensão, redução de ansiedade, tonificação muscular, redução de dores musculares, melhora da postura corporal, aumento geral da consciência corporal, realinhamento vertebral, estimulação do sistema nervoso central, melhora da circulação sanguínea, estimulação energética, redução de tensões musculares, harmonização integral da pessoa, melhora da visão, maior resistência às enfermidades, retardamento do envelhecimento, harmonização do sistema linfático e sanguíneo, flexibilidade muscular, eliminação de toxinas, eliminação da fadiga, melhora da insônia, fortalecimento do sistema imunológico, redução de tensões emocionais, regulação das funções do organismo, alívio de dores lombares e artrites, redução de problemas digestivos e de menopausa, redução dos sintomas de estresse, aumento da mobilidade e da flexibilidade das articulações, redução de enxaquecas e dores de cabeça, redução da dor ciática, redução de sintomas associados à depressão, melhora das articulações, redução de dores em geral, melhoria dos processos de cura natural do corpo, redução de tensões e bloqueios, melhoria da frequência cardíaca, melhoria do funcionamento do aparelho locomotor, melhoria das sensações de segurança e autoestima.

Embora uma simples sessão de massagem seja muito agradável, seus efeitos são mais amplos e acumulativos, e um tratamento completo e continuado propicia melhores resultados. Muitas vezes a utilização de métodos paralelos é indicada e comumente um profissional de massagem utiliza várias técnicas em seu trabalho.

RESULTADOS COMPROVADOS

Existem  dezenas de pesquisas que comprovam os benefícios da massagem. Várias universidades, principalmente nos Estados Unidos, estudam os seus efeitos sobre as pessoas em todas as faixas etárias. O Touch Research Institute, nos Estados Unidos,  já conduziu mais de 70 estudos sobre os efeitos positivos da massagem e dentre as descobertas significativas estão a melhora no crescimento (no caso de crianças), a redução de dores (exemplo: fibromialgia), a redução nos problemas com a autoimunidade (aumento das funções pulmonares na asma e diminuição dos níveis de glicose em diabéticos), a melhora da função imunológica e a melhora da performance e da agilidade.

Portanto, a massagem é uma simples e extraordinária terapia que deve ser mais utilizada pela população. Existem dezenas de métodos. Leia a seguir e veja qual deles se adequa mais ao seu perfil ou à sua necessidade no momento. Experimente! Vale muito a pena!

Principais Tipos de Massagem

Existem dezenas de métodos de massagem e outras terapias manuais que usam o toque como a ferramenta terapêutica principal. Veja algumas a seguir:

Massagem Sueca

A massagem Sueca é o tipo de massagem mais comum nos países ocidentais. Deriva das antigas formas de massagem aplicadas na Grécia, e tornou-se popular, sobretudo no início do séc. XIX na Europa, com o desenvolvimento dado pelo ginasta sueco Per Henrik Ling. Consiste em fazer pressão, sempre no sentido do fluxo sanguíneo, em diferentes pontos do corpo. Recorre-se também a técnicas de fricção para melhorar o retorno do sangue ao coração.

Massagem Reichiana

Desenvolvida dentro de um ambiente psicoterapêutico, esse trabalho, originário das concepções de Wilhelm Reich, busca afrouxar as couraças musculares que se tornam crônicas no corpo, a partir das emoções contidas. A ideia central é simples: devido às ameaças, desde cedo as crianças “aprendem” a conter as emoções contraindo determinadas partes do corpo, como a garganta, por exemplo, para evitar o choro. Com a utilização seguida desse ato a contração se torna crônica.  A intervenção massoterapêutica, nessa técnica, visa a desbloquear a emoção contida na estrutura muscular, restaurando o funcionamento natural nos sete segmentos corporais identificados por Reich como locais preferenciais de encouraçamento.

Massagem Tântrica

É um estilo de massagem que tem como base o Tantra, filosofia surgida em 2.500 a.C., cuja origem nasceu na cultura Drávida, povo que vivia no vale do rio Indo, região conhecida hoje como Paquistão. Tem suas raízes no Tantra Yoga. A massagem tântrica busca refinar a sensibilidade, no intuito de expandir e intensificar a sensação orgástica, encadeando diversos agrupamentos musculares na reação bioelétrica do orgasmo.  Esse trabalho de intensificação do orgasmo possui um efeito terapêutico – energizando os chakras e regulando a produção hormonal –, além de um efeito meditativo, de expansão da consciência e da percepção. 

Massagem Bioenergética

É uma ampliação do conceito da massagem Reichiana, com a incorporação de exercícios e outras técnicas corporais que visam a favorecer a expressividade da pessoa. A terapia bioenergética foi desenvolvida por Alexander Lowen a partir dos conhecimentos essenciais de Wilhelm Reich. Ambas as massagens – Bioenergética e Reichiana – trabalham com a mobilização da energia básica do corpo – a bioenergia – e utilizam recursos como leitura corporal, exercícios expressivos e desenvolvimento da capacidade perceptiva e intuitiva do profissional.

 

Massagem Ayurvédica

A massagem Ayurvédica é a terapia complementar associada à Medicina Ayurvédica (corporificada nos Vedas), de raízes milenares na Índia e que engloba todos os aspectos da saúde física, mental e espiritual das pessoas. Essa prática tem seguramente mais de 5.000 anos de aplicação. Consiste numa técnica de massagem profunda, que alia movimentações vigorosas em toda a massa muscular a manobras de tração e alongamento, além da estimulação de pontos e órgãos vitais. São usados determinados óleos naturais especiais, aquecidos à temperatura ambiente ou ligeiramente superior, escolhidos de acordo as características psicofísicas de cada pessoa.

Drenagem Linfática Manual

A massagem de Drenagem Linfática Manual é uma técnica específica de massagem manual introduzida pelo casal Emil e Estrid Vodder no início dos anos 1930. Essa técnica caracteriza-se por movimentos circulares e em espiral, suaves e precisos, trabalhando intensamente nos centros dos gânglios linfáticos. É aconselhada a quem passa muito tempo sentado ou de pé, levando uma vida demasiado sedentária e pobre em exercício físico, dando origem ao aparecimento de edemas, varizes e hematomas nas partes baixas das pernas.

Reflexoterapia

A Reflexologia é uma técnica muito antiga; há indícios de que teria sido utilizada na China cerca de 5.000 anos atrás. Essa técnica baseia-se no conceito de que todas as estruturas do corpo estão interligadas, e de que o exercício de pressão sobre uma zona específica do pé pode trazer benefícios para uma situação de mal-estar noutra parte do corpo.
Numa sessão de massagem reflexológica, o terapeuta massageia todas as zonas reflexas dos pés, provocando um aumento da circulação sanguínea noutras partes do corpo, a fim de beneficiar todo o organismo. Também existem pontos reflexos nas mãos e nas orelhas.

Rolfing   

O Rolfing nasceu da experiência da bioquímica americana dra. Ida Rolf (1896-1979), que afirmava que muitos problemas de saúde são provocados por deficientes posturas corporais. A massagem Rolfing aplica toques profundos e precisos, muitas vezes usando-se os dedos ou os cotovelos. A massagem Rolfing pode ser indicada, em primeira instância, para quem sinta que a sua estrutura corporal precisa de realinhamento, porém seus benefícios físicos e emocionais são tão amplos que sua indicação deve ser estendida a toda pessoa que busca melhor qualidade de vida.

Craniossacral

A terapia Craniossacral foi criada, desenvolvida e consolidada pelo dr. John Upledger, médico e pesquisador, quando resolveu procurar explicações para muitos dos problemas de “causas desconhecidas” com que se deparou ao longo da sua carreira. Dessa forma criou uma terapia que se mostrou extremamente útil, prática e eficaz na ajuda de muitos problemas de saúde. Com toques extremamente suaves, a craniossacral consegue detectar e corrigir alterações no funcionamento do sistema sacro-craneano (que envolve a cabeça e a medula espinhal) e nas partes a ele relacionadas, de forma a conseguir obter mais saúde e maior bem-estar.

Shantala

A Shantala é um tipo de massagem milenar indiana, fortemente influenciada pelas tradições do Yoga e da Medicina Ayurvédica, sendo especialmente indicada para os bebês. O dr. Frederick Leboyer, um obstetra francês, observou, em Calcutá, uma mãe massageando o seu bebê, e posteriormente trouxe essa informação para o ocidente. Assim, batizou essa sequência de movimentos com o nome daquela mulher: Shantala. São toques efetuados no bebê com carinho, mas também com uma técnica específica, que fomenta o desenvolvimento emocional. Aplica-se exclusivamente a recém-nascidos a partir de um mês de idade, bebês e crianças.

Shiatsu        

A pressão digital é a principal técnica desse tipo de massagem originária do Japão, que baseia os seus pressupostos na antiga Medicina Tradicional Chinesa. É uma técnica que combina a massagem com a pressão nos pontos de acupuntura chineses. Tem atualmente várias escolas e as técnicas utilizadas vão além da simples pressão digital: utiliza-se igualmente a pressão das mãos, dos cotovelos, dos joelhos, dos pés ou mesmo o peso do próprio corpo do terapeuta. De uma forma geral, esse método de massagem visa à recuperação e à manutenção da saúde  por meio do alinhamento energético do corpo, cujo fluxo harmonioso leva ao equilíbrio integral da pessoa.

Massagem Thai Yoga

Também conhecida por Thai Yoga massagem, é a massagem tradicional da Tailândia, onde é praticada há cerca de 2.500 anos. Essa massagem é também conhecida como Nuad Borarn (massagem antiga e que cura) por utilizar certos alongamentos que são bastante semelhantes a certas posturas de yoga. O terapeuta utiliza mãos, pés, braços e pernas para guiar o paciente em várias posições de yoga e “trabalhar as linhas de energia” que circulam no corpo humano. É uma técnica pouco vigorosa e extremamente agradável, feita no chão, em cima de um colchonete, de forma lenta e ritmada.

Tui-Na      

A massagem Tui-Na teve a sua origem na China, sendo parte integrante da Medicina Tradicional Chinesa, juntamente com a Acupuntura, a Fitoterapia, a Dietética e o Chi-kung.  Tui significa empurrar, pôr em movimento, apertar, comprimir, estimular, afastar, separar e dissipar. Na significa pegar, segurar, puxar, amassar e massagear. Tui-Na significa, assim, “a mão que busca a harmonia, comprimindo, estimulando, pondo em movimento”. É composta por várias técnicas, cada uma com aplicações específicas, utilizadas conforme a natureza da patologia apresentada, a constituição do paciente e a parte do corpo a massagear.

 

X