Bem-vindo ao Nosso Bem Estar!
Para acessar toda positividade de nosso conteúdo, escolha o portal mais próximo a você.

Saúde Integral

21/05/2015 10h14

Mais autonomia sobre o corpo feminino

Mulheres se unem em rede para trocar informações sobre ginecologia natural

Por Nosso Bem Estar

Sankai/IStock/NBE
Istock 000015432587large

Conhecer o próprio corpo é o primeiro passo

Desde tempos imemoriais as mulheres pesquisam e experimentam o uso de ervas em benefício da saúde. Os ciclos da natureza também estão intimamente ligados aos ciclos femininos. Mesmo assim, historicamente sexualizado, moralizado ou tratado como um objeto para fins reprodutivos, até hoje o corpo feminino permanece um tabu.

Em busca de maior autonomia e empoderamento sobre o próprio corpo, cada vez mais mulheres estão aderindo à ginecologia natural, que incorpora as dimensões emocionais e espirituais como imprescindíveis para identificar a origem de desiquílbrios ginecológicos. Prova disso são os diversos grupos criados no Facebook com o objetivo de promover trocas de informações sobre este assunto.

“É preciso mudar a programação que internalizamos sobre nossos corpos. Nós mulheres temos crenças e padrões antigos enraizados que repetimos inconscientemente. Por um lado a religião criando tabus sexuais e idealizando imagens femininas e por outro lado a ciência tentando nos transformar em máquinas controladas. Pra mudar precisamos nos conhecer, nos olharmos, tocarmos, trocarmos com outras mulheres sem nojo ou vergonha”, defende a estudante de Antropologia Social, Naíla Andrade, 33.

Se você se interessa pelo tema, talvez curta conhecer estas páginas e participar destes grupos que selecionamos para você. Confira na edição de junho do jornal Bem Estar uma matéria especial sobre Ginecologia Natural!

Grupos e Páginas no Facebook:

Ginecologia Natural

Ginecologia natural al alcance de todas

Autonomia e saúde da mulher

Autonomia e empoderamento do corpo feminino

Senhora Verde

Matricaria - Guia Virtual de ecologia feminina


Se você tiver mais dicas, envie para nós pelo e-mail redação@nossobemestar.com. Vamos ampliar esta lista!

X