Bem-vindo ao Nosso Bem Estar!
Para acessar toda positividade de nosso conteúdo, escolha o portal mais próximo a você.

Beleza

30/06/2020 11h45

Cuidados com a pele no inverno

O tempo frio e seco deixa a pele ressecada e pode resultar em alergias e outros problemas

Por Nosso Bem Estar

Pixabay
Co%cc%81pia de sem nome(1)

Cuidados com a pele no inverno

Quando se fala em cuidados com a pele, muitas pessoas pensam em questões estéticas, não é mesmo? Mas tal fato afeta a saúde e a autoestima, portanto, é importante dar atenção a isso para manter a beleza do corpo por dentro e por fora.

Com a chegada do frio, os cuidados com a pele devem ser redobrados. O tempo frio e seco de muitas regiões do país deixa a pele ressecada e pode resultar em alergias e outros incômodos. Sendo assim, é necessário adotar medidas para minimizar esses efeitos. No texto a seguir, separamos algumas dicas sobre o assunto. Continue a leitura e saiba mais! 

A importância da hidratação da pele no inverno

O tempo frio e seco tem grande influência no aspecto da pele. Com a temperatura mais baixa, é comum tomarmos banhos mais quentes o que provoca a remoção da oleosidade natural da pele do rosto e do corpo.

Com esse ressecamento, a pele pode ficar com aspecto esbranquiçado e apresentar rachaduras, alergias, entre outros incômodos. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, algumas doenças que são comuns de acontecer devido ao ressecamento da pele no inverno são as dermatites atópica e seborreica.

A dermatite atópica é caracterizada por coceira e lesões avermelhadas e que descamam. Elas podem atingir desde crianças a adultos e costumam surgir na face, tronco e dobras da pele na região dos joelhos, pescoço e braços. Já a dermatite seborreica ocorre em áreas com pelos e causa coceira e descamação, que pode gerar caspa. Caso você tenha um desses problemas ou outras lesões na pele, é recomendado buscar um médico dermatologista para realizar o tratamento correto.

Para prevenir essas enfermidades e garantir a saúde da pele, é importante não tomar banhos muito quentes, evitar o uso de buchas, que tiram a proteção da pele, e investir em uma hidratação profunda com produtos adequados para cada parte do corpo. A região do rosto, por exemplo, precisa de cremes específicos para não sofrer com excesso de oleosidade e o aparecimento de acnes.

Hidratantes combinados com óleos vegetais, como amêndoa, girassol e abacate podem ser úteis para o corpo. Em áreas mais ressecadas, como cotovelo e calcanhar, você pode aplicar pomadas, que são mais espessas e tem alto poder de hidratação. Ativos como ácido hialurônico e ureia também são positivos. A hidratação deve ser feita logo após o banho, pois a pele úmida faz com que a absorção do produto seja mais rápida e eficaz.

Além dos cremes, a ingestão de água é essencial para a boa aparência da pele e para manter o organismo saudável. Por isso, procure ingerir dois litros de água diariamente.

A alimentação adequada é outro fator significativo para a beleza e a saúde da pele e de todo o organismo. Itens como morango, limão, laranja, brócolis e cenoura contam com vitamina C e combatem os radicais livres. Já as oleaginosas, como castanhas e nozes, são ricas em vitamina E e antioxidantes. 

Os benefícios da vitamina D para a pele

A vitamina D é essencial para o organismo, pois atua no fortalecimento dos ossos, no sistema imunológico, entre outras funções. Ela ainda contribui para a renovação das células, influenciando na elasticidade e na aparência da pele.

A exposição solar diária é a principal fonte de vitamina D. Contudo, sabemos que atualmente, devido à pandemia do coronavírus, a recomendação é que as pessoas fiquem em casa. Nesse caso, procure alguma área da residência que tenha incidência dos raios solares para expor a pele sem protetor solar e sem barreiras, como vidros e janelas, por cerca de 15 minutos para garantir a produção da vitamina.

Caso não seja possível tomar sol, a vitamina D pode ser encontrada em alimentos como salmão, sardinha, atum e cogumelos, mas em menor quantidade. A suplementação também é uma alternativa, mas é fundamental fazer isso com indicação médica.

Essas são as principais dicas para manter a pele bonita e saudável no inverno. Com algumas atitudes simples você minimiza os efeitos da estação na pele e pode curtir os dias mais friozinhos com tranquilidade.

E você, gosta do inverno? Como cuida da sua pele nessa época? Escreva pra gente! 

 

X