Bem-vindo ao Nosso Bem Estar!
Para acessar toda positividade de nosso conteúdo, escolha o portal mais próximo a você.

Saúde Integral

03/09/2019 08h00

O Prana está em tudo!

Esta energia vital, que está no ar, no sol, nos alimentos, é utilizada em diversas terapias complementares. Ruth Nakabayashi, pioneira da Pranic Healing no Brasil, nos explica, nesta entrevista exclusiva, como funciona esta incrível técnica.

Por Filipe Marcel

Nosso Bem Estar
Capa set iss 9875 00745

O Prana está em tudo!

Todos nós absorvemos prana o tempo todo, conscientemente ou não. Com um pouco de treino ele pode até mesmo ser visto – o best seller dos anos 90, Profecia Celestina, explica bem o processo. Por exemplo, os exercícios de pranayama no Yoga buscam o contato consciente com esta fonte de pura energia vital.

Ele é descrito nos mais diversos ramos de estudos e terapias, como a Ayurveda, como a energia vital presente em todos os seres vivos. O Prana, do sânscrito, também leva o nome de Chi na China, Ki no Japāo, Mana em Polinésio, Ruah ou “sopro da vida” em Hebreu, ou pode ser entendida, simplesmente, como a Aura, essa energia ao redor do nosso corpo físico.

O sol, a água, a terra e a comida são as principais fontes de Prana. O Prana do solo, por exemplo, é absorvido pelas solas dos pés. Por isso, é natural gostarmos de andar descalços no gramado ou na praia, pois realmente absorvemos energia. O mesmo vale para a exposição ao sol e, também, quando ingerimos alimentos frescos. Quando as condições climáticas são ruins, por exemplo, as pessoas tendem a adoecer mais, não devido apenas à mudança de temperatura, mas à diminuição do Prana solar e do Prana do ar. Assim, muitas pessoas podem se sentir fracas, cansadas e suscetíveis a doenças infecciosas nestas situações. Além disso, há mais Prana durante o dia do que durante a noite, quando não recebemos o Prana do sol. 

O Prana também é descrito nos Upanishads como a energia que sustenta o corpo. Além disso, é considerado a mãe do pensamento, algo que faz parte da nossa mente, podendo influenciar positiva e negativamente grande parte das nossas percepções.

Essa força que circula em todas as formas de vida é absorvida em grande parte pelos chakras, ou centros de energia - responsáveis por distribuir o Prana para os órgãos internos por meio de milhares de canais, conhecidos como “nadis” (lê-se nadís). Quando os chakras ou os nadis estão congestionados ou em depleção, a energia vital não consegue fluir naturalmente pelo corpo físico, ocasionando incômodo e dores, podendo manifestar na parte física e mental com o tempo. A doença se instala quando os raios da saúde ficam muito emaranhados e curvados, seja por problemas internos ou externos.

Para corrigir isso, a Pranic Healing, popularmente conhecida comoCura Prânica”, propõe uma técnica simples, sem tocar na pessoa. Além de não ser invasiva, a “Cura” trata desses centros de energia, limpando o excesso, transmitindo Prana para a região afetada e reequilibrando todas as partes do corpo. Seus praticantes esclarecem que, a Pranic Healing consegue fazer uma limpeza completa na aura, ou corpo bioplasmático, seguido pela transmissão de Prana e da estabilização dessa energia no paciente. E os efeitos são duradores.

Desenvolvida pelo Mestre Choa Kok Sui (1952-2007), após anos de pesquisas e estudos na Índia e em outros países, a técnica, hoje, está presente em mais de 120 países e tem sido aplicada em instituições como a Nasa, além de ser amplamente utilizada no Butão – conhecido como o país da felicidade – e em diversos hospitais e faculdades de referência espalhados pelo mundo.

Energia para o bem

Diversos estudos liderados por Kok Sui, e que agora seus discípulos, incluindo seus próprios filhos, dão continuidade, revelam os benefícios dessa técnica para auxiliar na melhora ou eliminação de diversas doenças. Ela ajuda na recuperação de órgãos e tecidos, além de auxiliar no tratamento de depressão, entre outros casos, que podem ser encontrados em uma série de livros do autor.

Os depoimentos de muitas pessoas comprovam a eficácia dos processos milenares de cura através da utilização das mãos. Rishis indianos, monges tibetanos, taoístas, padres e freiras, têm praticado várias formas de cura energética por milhares de anos. Os ensinamentos de Choa Kok Sui atestam esta verdade e mostram que esta técnica em específico – a Cura Prânica -  pode ser executada por qualquer pessoa com capacidade mediana de concentração e de boa vontade. A cura prânica é muito indicada para mães e pais no cuidado com os filhos e, também, para praticantes de qualquer religião. A Pranic Healing é aplicada com a mão ou com auxílio do cristal laser, sem tocar na pessoa. Ela remove a energia suja e doente da aura, chakras e órgãos internos ou afetados e, no final, é feita a energização, que funciona como um acelerador para o corpo físico entrar em processo de auto recuperação, promovendo a melhora e bem-estar que, por sua vez, pode ser observado logo no primeiro atendimento.

A seguir, uma entrevista exclusiva para o Nosso Bem Estar com Ruth Nakabayashi, primeira terapeuta no Brasil a ministrar cursos de Pranic Healing. Recebeu, inclusive, Choa Kok Sui duas vezes em Taubaté, interior de São Paulo, onde ela mantém atendimentos particulares e sociais. A instrutora também realiza cursos em todo o país e no Japão. Ela é formada em Engenharia Civil e em piano, cursou pós-graduação Lato Sensu em Psicologia Transpessoal e Administração de Recursos Humanos. Atualmente, Ruth é mestranda em Saúde no Iamspe-São Paulo e desenvolve estudos sobre Pranic Healing, que serão apresentados em sua dissertação.

Nosso Bem Estar - Como você descobriu a importância do Prana para a sua vida?

Ruth Nakabayashi – Eu era uma executiva, tinha uma vida estressada, de muita agitação e sucesso. Minha vida era voltada apenas para o trabalho. No entanto, sentia que precisava de algo mais. Em 1982, participei de um curso de meditação e percebi uma mudança significativa. Não tinha mais estresse, sentia mais equilíbrio e ganhei saúde. Em 1985, pedi demissão da caldeiraria que gerenciava e passei a atuar profissionalmente com terapias holísticas, iniciando com massagem, musicoterapia, magnetoterapia, florais do Dr. Bach, aulas de Hatha Yoga, cristaloterapia, tarô e numerologia. 

NBE – Quando foi seu primeiro contato com a Pranic Healing?

RN - No início de fevereiro de 1993, participei dos cursos de Pranic Healing, Básico e Avançado com o Mestre Choa Kok Sui, em Sāo Paulo. O curso trouxe todas as respostas técnicas que eu procurava para melhorar minha prática. No mesmo mês, implantei em Taubaté a Meditação dos Corações Gêmeos, aberta ao público. Com bons resultados nos atendimentos e a pedido de clientes, no mesmo ano, obtive autorização do Mestre Choa para ministrar o primeiro curso de Pranic Healing Básico no Brasil, na cidade de Taubaté.

NBE - Como você explicaria a Pranic Healing para uma pessoa que ainda não conhece a técnica?

RN - Ela é uma técnica simples, sem tocar no sujeito, sem uso de fármacos, que tem duas leis básicas: lei da auto recuperação e a lei do Prana (ou energia vital). Para que tudo isso ocorra, a energia que fica em volta do corpo físico precisa estar limpa. E é isso que faz a Pranic Healing. Ela remove a energia suja e doente e, assim, preenche esse vazio com energia limpa ou prana. Essa energia entra dentro do corpo físico e acelera os órgãos internos a entrarem em processo de auto recuperação mais rapidamente.

NBE - Quais foram as suas primeiras impressões, logo nos seus primeiros atendimentos?

RN - Quando retornei a São Paulo, passei a atender com as técnicas da Pranic Healing, e os resultados foram fantásticos. O tempo de atendimento reduziu, me cansava menos, parei de me contaminar com a energia suja do paciente e, o melhor de tudo foi a rapidez na melhora dos pacientes.

NBE - Qual foi o caso mais surpreendente que você já presenciou no seu trabalho de Pranic Healer?

RN - Foi a cura milagrosa de uma menina, durante uma demonstração de limpeza em uma palestra na maçonaria, em que foi aplicada, apenas, a técnica do curso Básico. E também, de uma jornalista com mais de dez anos sem conseguir dobrar os joelhos. Com um atendimento, a mulher levou um susto quando conseguiu agachar.

NBE - Como foram os seus contatos com o Mestre Choa Kok Sui, na década de 90? O que mais te impressionou?

RN - Muitas coisas me impressionaram, entre elas o conhecimento profundo da energia, sua simplicidade, bondade, generosidade. Fui muito abençoada de ter tido a oportunidade de estar tão próxima dele.

NBE - Quais as diferenças do Pranic Healing para outras técnicas energéticas?

RN - Na medicina chinesa, primeiro vieram as ervas, depois a massagem e acupunpressão, depois a acupuntura com agulhas, seguida por diversas técnicas de energia, como: o Reiki, Gi-kong, Johei, entre outras. Finalmente, chegou a vez da Pranic Healing - que é considerado um sistema avançado de 11 chakras. Enquanto as demais fazem a transferência de energia de diversas formas, a Pranic Healing faz toda a remoção da energia suja e doente e, só no final, faz a transferência de energia para preencher o vazio com energia limpa e saudável. Na Pranic Healing, também, é ensinado a importância de praticar a bondade e o perdão. No Ho'ponopono, a pessoa verbaliza ou mentaliza palavras para esse propósito. Na Pranic Healing, não precisamos verbalizar, usamos técnicas específicas para a remoção e desintegração dessas emoções. Independente de verbalizar ou mentalizar, a emoção negativa está instalada no campo de energia, por isso a dificuldade de algumas pessoas em perdoar. Na Pranic Healing, esse processo é rápido justamente porque essa forma de pensamento é removida e desintegrada.

NBE – Temos observado uma quantidade cada vez maior de hospitais que têm utilizado técnicas energéticas para ajudar na recuperação de pacientes.

RN - Estudos científicos têm demonstrado a eficiência dos tratamentos energéticos. A Pranic Healing já é utilizada em centros médicos como o Cedars Sinai Medical Center e no Kaiser Permanente Orange County, ambos na Califórnia. Também nos Estados Unidos, a Pranic Healing é utilizada no St. Joseph’s Regional Medical Center, em Paterson, no estado de Nova Jersey. E no Hospital Sir Charles Gairdner Hospital, no estado da Austrália Ocidental. Os conceitos de tratamento energético natural da Pranic Healing, também, despertaram interesse de corporações como Microsoft, PayPal e Santander no exterior, nas quais instrutores têm atuado em cursos e assessorias.

Meditação pela paz

Choa Kok Sui desenvolveu a meditação Twin Hearts, conhecida como Meditação dos Corações Gêmeos. Essa prática que já foi aderida por personalidades, como: Deepak Chopra e a apresentadora Oprah.

A meditação nos Corações Gêmeos se baseia no princípio de que alguns chakras são pontos de entrada ou portais para certos níveis de consciência. A fim de alcançar a iluminação ou a consciência cósmica, é necessário ativar o chakra da coroa (centro do coração divino) e o chakra do coração (centro do coração emocional).

Trata-se de uma meditação guiada, de aproximadamente 25 minutos, simples, mas ao mesmo tempo muito poderosa. Ela ajuda a limpar nosso campo energético e equilibrar nossos chakras.

O Instituto Brasileiro de Pranic Healing já introduziu essa meditação para mais de 8 mil pessoas e conduz essa prática às quartas-feiras, presencialmente, em São Paulo e com transmissão ao vivo no Facebook.

Um estudo liderado pelo médico Glenn J Mendoza, MPH e a médica Maria Nichole Perez identificou que os participantes apresentaram um aumento da onda cerebral gama após a meditação. O resultado incluiu a melhora no recall de memória, percepção sensorial, capacidade de sintetizar informações, atenção mais focada, aumento de compaixão, facilidade e sensação de unidade, mais alegria e diminuição da ansiedade.

Fonte: Ciência da Cura Prânica e Cura Prânica Avançada

 

 

X