Bem-vindo ao Nosso Bem Estar!
Para acessar toda positividade de nosso conteúdo, escolha o portal mais próximo a você.

Bem-estar

15/11/2018 09h30

Não ao exercício?

Saiba em que situações a atividade física não é recomendada e como proteger a sua saúde de complicações.

Por Nosso Bem Estar

Pxhere | Pixabay
Girl sport person fun running recreation 1445551 pxhere.com

Se você seguir as recomendações, a prática de exercícios físicos será vantajosa, e você usufruirá dos seus benefícios por muito tempo!

Você deve ter crescido ouvindo falar que a atividade física é uma prática recomendada para todas as idades, para manutenção dos hábitos saudáveis. Mas você sabia que em alguns casos os exercícios físicos não são recomendados? Leia para descobrir as exceções.

 

 

 

 

 

Atividades físicas x gripes e resfriados

As atividades físicas não são recomendadas quando a pessoa está doente, situações em que o corpo e a mente precisam de repouso, como em casos de gripes e resfriados.

A recomendação dos profissionais de saúde é que o paciente faça repouso por alguns dias, até o restabelecimento de sua saúde, então os exercícios estão desaconselhados. Se o paciente não apresentar febre e os sintomas se concentrarem apenas na cabeça, caminhadas leves estão permitidas, caso a pessoa se sinta bem para isso.

Se a gripe ou o resfriado gerar infecção de garganta, febre, fraqueza, dores no corpo, obstrução nasal ou coriza, é melhor seguir as orientações médicas. Quando estiver se sentindo melhor, comece a se exercitar devagar, para o corpo se adaptar ao exercício novamente. Não exagere!

A história de “suar a doença”, ou seja, exercitar-se intensivamente, para expulsar a doença do corpo, não possui comprovação científica, e fazer isto pode trazer complicações ao seu organismo, que pede repouso para se recuperar.

 

Quando se preocupar com os exercícios?

Se você aparentar boa saúde, a prática de exercícios é indicada, dentro das suas limitações. Contudo, alguns sinais e sintomas devem ser observados durante as atividades físicas, são esses:

 – palpitação;

 – dores no peito, com sensação de aperto;

 – falta de ar anormal;

 – tonturas.

Caso você os sinta, é recomendável procurar auxílio médico, para realização de exames. Sua saúde pode não estar tão bem como você imagina, e os exercícios talvez possam piorar o seu quadro clínico!

 

Exercícios físicos x hipertensão

É verdade que a atividade física auxilia na diminuição da pressão arterial. Contudo, não é por este motivo que hipertensos podem praticar exercícios livremente. Em alguns casos, a atividade física não é recomendada.

Ou seja, exercícios de fortalecimento muscular, como a musculação, e atividades aeróbicas, como a caminhada, podem ser praticados por hipertensos, gerando benefícios após trinta minutos de prática.

Todavia, é preciso controlar a pressão arterial antes de realizar os exercícios, porque eles costumam, no início, aumentar os índices. Se a sua pressão já está alta, a combinação de atividades pode aumentar o risco de doenças como AVC e infarto.

A prática, portanto, só está recomendada após o controle e as atividades devem ser feitas sempre com regularidade de dias e horários. É segura, desde que as orientações sejam seguidas.

 

Exercícios físicos x gestantes

Gestantes podem e devem fazer atividades físicas, desde que sua saúde assim permita. Algumas grávidas podem apresentar hipertensão, sério problema para as futuras mães, que pode ocasionar parto prematuro e sequelas por pré-eclâmpsia.

Portanto, as recomendações para gestantes são as mesmas para os hipertensos mencionados acima: se a pressão arterial for controlada, dentro dos seus limites, com regularidade de dias e horários.

 

Como se exercitar com segurança

Você já conheceu algumas situações onde a atividade física não é recomendada, ou seja: casos de doenças como gripes e resfriados e quando a hipertensão não está controlada. É claro que existem várias outras situações, como após cirurgias, então, como saber quando a atividade é ou não recomendada para você?

As atividades físicas são bastante benéficas para nosso organismo, porém devem ser feitas somente após aprovação do médico ou do profissional de saúde. Se você deseja se exercitar, em primeiro lugar marque uma consulta para checar seu organismo, pela realização de exames.

Depois, exercite-se sempre dentro dos seus limites. Utilize roupas e calçados adequados e fuja dos horários mais quentes do dia.

Caso você já tenha o hábito de se exercitar e já tenha passado por avaliação médica, é importante fazer exames anuais para conferir se a aprovação persiste, e consulte o profissional sempre que estiver em alguma condição que talvez impeça os exercícios.

Se você seguir as recomendações, a prática de exercícios físicos será vantajosa, e você usufruirá dos seus benefícios por muito tempo!

X