Bem-vindo ao Nosso Bem Estar!
Para acessar toda positividade de nosso conteúdo, escolha o portal mais próximo a você.

Planeta

14/11/2018 09h30

Vivemos melhor perto das árvores

Além de mais agradável, uma cidade devidamente arborizada também beneficia a saúde dos seus habitantes.

Por Nosso Bem Estar

Pixabay
Rua pedro basso.jpg

A presença de plantas e árvores, sem dúvida, deixa uma cidade mais aconchegante e bonita.

 

“Arborização Urbana” é um termo cada vez mais utilizado no dia a dia e de interpretação simples: plantio de árvores ou plantas em meio urbano. Sejam calçadas, bairros ou intervias, a prática se tornou uma coisa comum em grandes e pequenas cidades e desempenha um papel significante para a melhora da qualidade de vida da população.

Basta voltar para o princípio básico da troca de oxigênio com gás carbônico que as plantas nos oferecem. Além dele, existem vários benefícios para a saúde geral e, claro, para a estética do ambiente.

A presença de plantas e árvores, sem dúvida, deixa uma cidade mais aconchegante e bonita. Além disso, as sombras refrescam o ambiente e, por si só, as árvores proporcionam um melhor controle do vento, redução do impacto da água da chuva, diminuição da temperatura e, ainda, diminuição da poluição sonora, além de nos conectar mais com a natureza.

 

Critérios

Felizmente, o governo não pode plantar qualquer tipo de árvore dentro da cidade sem levar em consideração possíveis consequências. É preciso calcular não só o custo, mas, também o benefício.

Na arborização urbana, a árvore deve estar sujeita a diversas condições para evitar inconvenientes e situações indesejáveis como a sua queda, por exemplo. São elas:

  1. Resistência a pragas e doenças: as árvores não devem ser frágeis, a fim de serem duradouras e manterem toda a sua pujança.
  2. Velocidade de desenvolvimento: essa árvore deve ter uma velocidade média. Não deve crescer demais para permitir o desenvolvimento da cidade e não deve crescer de menos, para prejudicar a estética.
  3. Não deve produzir frutos grandes: se o objetivo é coloca-las em vias ou melhorar a estética de um determinado ambiente de marco histórico, os frutos podem ser um problema. Se forem muito grandes, podem resultar em acidentes ou prejuízo ao patrimônio.
  4. Troncos e ramos devem ser resistentes e livres de espinhos: para evitar a queda em ambientes públicos, acidentes e consequentemente situações inconvenientes.
  5. Não podem ser tóxicas ou alérgicas: na presença de uma dessas condições, é necessário seu descarte. O objetivo é e sempre foi auxiliar a população, não prejudica-la.
  6. Deve possuir efeito estético: a beleza ajuda a atrair até mesmo o turismo.
  7. Flores pequenas e sem cheiro forte: as flores pequenas evitam um quadro de sujeira maior e, o cheiro forte pode evitar possíveis reações alérgicas ou desconforto.
  8. Planta nativa ou exótica adaptada: para melhor prever seu desenvolvimento, essas plantas devem se enquadrar dentro de padrões pré-estabelecidos seguros.
  9. Folhagem de renovação favorável: nada muito grande capaz de causar o entupimento de calhas, canais, esgotos, coberturas ou telhados.
  10. Copa conforme: a copa das árvores deve ter tamanho e forma polidos adequados ao ambiente.
  11. Nada de raízes rasas ou grandes: para evitar prejuízo às vias, muros ou calçadas, as raízes devem ser profundas e não muito grandes;

 

Vantagens de viver em uma cidade arborizada

  1. Temperatura certa: as árvores absorvem o calor e o refletem em refrescância, principalmente quando bem regadas. Lugares arborizados possuem uma temperatura bem menor do que lugares não arborizados.
  2. Nada de ruído: seu som natural abafa poluição sonora e torna o ambiente mais tranquilo.
  3. Melhora a qualidade do ar: ambientes muito quentes e abafados são filtrados pela presença das plantas, gerando maior conforto.
  4. Protege o solo contra a erosão: o desgaste gradual e infértil do solo acontece sem precedentes em ambientes não arborizados. A presença de árvores evita o quadro e nutre a terra.
  5. Protege contra as forças dos ventos: as árvores absorvem melhor esse tipo de impacto, evitando problemas nas residências.
  6. Valorização imobiliária: compradores preferem ambientes mais estéticos e melhor arborizados, sem exceção. Acaba sendo uma ótima oportunidade de subir o preço do imóvel.
  7. Proteção contra o início de chuvas: a maior parte da água fica retida em folhas e é absorvida pelas raízes no solo. Além das vias não sofrerem com o desgaste, o ambiente se torna mais confortável por até 24 horas depois das chuvas.
X