Bem-vindo ao Nosso Bem Estar!
Para acessar toda positividade de nosso conteúdo, escolha o portal mais próximo a você.

Crescimento pessoal

02/08/2018 09h30

Você conhece o Kaiut Yoga?

Método desenvolvido pelo curitibano Francisco Kaiut utiliza princípios energéticos, biomecânicos e fisiológicos do corpo.

Por Nosso Bem Estar

kaiut Yoga
Curso 03.2011 198 750x390

Utilizando uma sequência de movimentos que mistura princípios energéticos, biomecânicos e fisiológicos, o método é customizado para cada aluno que chega a uma das suas seis escolas hoje espalhadas pelo Brasil.

Nada de encostar os pés na nuca, ou tentar a posição invertida já na primeira aula. Apesar de se basear nos movimentos clássicos da Hatha Yoga, o método Kaiut tem o objetivo de compreender os limites de cada indivíduo durante a prática, antes de partir para posturas que nem sempre podem ser executadas. Para Francisco Kaiut, criador do Kaiut Yoga, essa construção das posições permite que o aluno elimine certos bloqueios e crie condições mais favoráveis para manifestar todo o potencial energético de seu corpo. Os resultados, segundo ele, podem ser sentidos ainda nas primeiras semanas de aula.

Utilizando uma sequência de movimentos que mistura princípios energéticos, biomecânicos e fisiológicos, o método é customizado para cada aluno que chega a uma das suas seis escolas hoje espalhadas pelo Brasil. Mesmo quando a prática é realizada em grupo, seus professores são orientados a moldar a aula de acordo com o público, inclusive adaptando a intensidade das posturas.

A sede do Kaiut Yoga fica em Curitiba, tendo escolas espalhadas pelo interior do Paraná, além do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. A própria história de vida de Francisco pode ajudar a explicar tanto sucesso, visto a partir do seu profundo envolvimento com a prática. Com apenas seis anos de idade, ele foi vítima de um tiro acidental, que praticamente despedaçou o seu quadril. Isso obrigou Francisco a frequentar inúmeros massagistas e fisioterapeutas durante mais de uma década. Somente quando iniciou a prática de yoga, aos 17 anos, é que ele diz ter conseguido se livrar completamente da dor que sentia. Em 1991, depois de concluir sua primeira graduação em yoga, partiu para a formação em massagem terapêutica e quiropraxia. Em 1996, Francisco se interessou pela Terapia da Polaridade, viajou para Londres e iniciou uma pesquisa para combinar os fundamentos do yoga clássico com o que praticava clinicamente. O resultado deste trabalho resultou na abertura de sua primeira escola de Yoga, em meados de 1999, em Curitiba, onde passou a aplicar o seu método.

Desde 2010, Francisco ministra cursos de iniciação ao Método Kaiut por todo o Brasil, com foco na formação de professores. Além das aulas, ele coordena cursos e palestras para instrutores de yoga na Europa, Estados Unidos e América Latina. Em 2015, foi eleito um dos cinco yogues escolhidos pela revista Yoga Journal, em uma reportagem que mostrava métodos mais revolucionários que envolviam a prática.

 

Yoga e medicina

O Centro de Prática Oé, em Porto Alegre, se propõe a utilizar a técnica desenvolvida por Francisco Kaiut para oferecer mais funcionalidade e longevidade ao corpo dos praticantes. Em parceria com a médica e doutora em endocrinologia pela UFRGS, Luciana Costa, o espaço conta com aulas diárias de Hatha Yoga e Kaiut Yoga, promovendo uma associação entre a medicina e a yoga. Luciana conta que as condições físicas ideais podem ser conquistadas a partir da alimentação, sono, estilo de vida, relacionamentos, mas, acima de tudo, das questões posturais do corpo. “Assim como a gente escova os dentes três vezes ao dia, se a gente deixar de escovar ou passar o fio dental durante dois dias, no terceiro a gengiva irá sangrar. É mais ou menos por aí que a postura do yoga foi redesenhada dentro do método Kaiut, focando justamente na higiene [diária] dessa articulação”, destaca. A médica, que pelos nos últimos oito anos, vem se dedicando à medicina integral e ao ayurveda, destaca a importância das posturas no dia a dia. “Todos os dias a gente revisita esses bloqueios, essa rigidez do corpo, através da inteligência do yoga. Com isso, conseguimos montar diversas prescrições de postura, com doses para cada pessoa, assim como fazemos com os remédios”, compara. Segundo ela, é possível tratar desde casos de contratura no ombro, cervicalgia, rigidez de quadril e lombagia, até pessoas em cadeiras de rodas e com fraturas mais sérias, ou seja, o método Kaiut pode ser considerado “uma yoga para todos, uma prescrição construída com o olhar moderno da neurociência e o olhar antigo do yoga”, resume.

 
X