Bem-vindo ao Nosso Bem Estar!
Para acessar toda positividade de nosso conteúdo, escolha o portal mais próximo a você.

Planeta

18/07/2018 09h30

Como se comportar na era das Fake News

Nos dias de hoje é preciso tomar cuidado com as notícias que lemos e que repassamos.

Por Nosso Bem Estar

Pxhere | Pixabay
Fake news

Que tal aprender a lidar com elas e se informar melhor? Siga essas dicas para identificar uma Fake News e saber se deve compartilhar ou não.

As famosas Fake News – ou Notícias Falsas – vêm ganhando espaço nas mídias sociais à medida em que o número de acessos cresce por notícias sensacionalistas.

Seja para lucrar com acessos na internet, propagar visões de mundo,  ou apenas causar medo ou insegurança na população com divulgações falsas, é incrível o crescente aumento das Fake News.

Elas não só podem ser usadas para ganhar dinheiro e gerar desconforto como também para aplicar golpes, espalhar vírus e dúvidas infundadas, podendo até mesmo influenciar o cenário político.

Que tal aprender a lidar com elas e se informar melhor? Siga essas dicas para identificar uma Fake News e saber se deve compartilhar ou não.

 

  1. Não leia só o título

Uma das estratégias mais utilizadas pelos autores das Fake News é criar um título alarmante e desenvolver um texto sem fundamento. Leia sempre todo o conteúdo antes de pensar sobre compartilhamento.

 

  1. Procure saber quem está divulgando a notícia

Notícias reais geralmente tem uma fonte confiável. Na ausência dela, comece a desconfiar, principalmente se a mensagem vem automática pelo whatsapp ou tem como principal função falar mal de algo ou alguém.

 

  1. Entenda: é um artigo opinativo ou algo real?

Existe uma grande diferença entre expor sua opinião e ouvir todos os lados da história e, por fim, escrever sobre isso. Se a notícia é claramente depreciativa, desconfie.

Se houverem links externos para aprofundamento no assunto ou, no mínimo, dados confiáveis – de organizações confiáveis – que falem sobre o mesmo tema – a situação já melhora.

 

  1. Desconfie de nomes desconhecidos

Procure saber se aquela pessoa realmente existe e se seu campo de atuação é o mesmo da matéria.

Em alguns casos, os autores das Fake News inventam situações revoltantes e atribuem alguns nomes para ganhar credibilidade. Uma rápida pesquisa no google pode te ajudar a não ser enganado.

 

  1. Não compartilhe notícias sem antes ter certeza

Caso você não saiba, sempre que você compartilha uma notícia depreciativa ou que tenha como objetivo caluniar alguém, você pode ser processado por isso, mesmo que você não seja o autor.

Notícias com reforços de compartilhamentos para as demais redes sociais são suspeitas. Afinal, os autores das Fake News querem espalhar a todo custo sua visão das coisas.

Nunca se esqueça: uma mentira contada várias vezes pode se tornar “verdade”. Além de ser perigoso, pode trazer prejuízos à muitas pessoas, principalmente o alvo em questão.

 

  1. Pesquise sempre

Antes de compartilhar uma notícia nas redes sociais ou repassar para seus amigos – por mais importante que pareça ser, reflita. Procure por outras fontes para averiguar a veracidade da informação.

Não existe nada mais incômodo do que descobrir que uma notícia tão importante não era real.

 

  1. Se a notícia te espanta, duvide dela

Se uma notícia é tão importante, é claro que ela vai aparecer em algum lugar de grande credibilidade, num jornal impresso ou no noticiário. Áudios e vídeos tendenciosos no whatsapp não são confiáveis.

 

  1. Fique atento para as datas

Em alguns casos, os autores das Fake News buscam uma notícia velha, atribuem a ela algum impacto e a divulgam como algo extremamente novo e impressionante.

 

  1. Tome cuidado com gatilhos mentais

Um truque famoso dos autores das Fake News é usar gatilhos mentais para te impressionar, te incitar a ler e a acreditar que aquilo tudo é verdade. Geralmente essas notícias despertam emoções e mexem com crenças políticas ou religiosas.

Se algo no texto mexe com você, duvide: pode ter sido feito com esse objetivo.

 

  1.  Busque erros ortográficos ou coisas fora do padrão

O jornalismo sério evita a presença de adjetivos, principalmente nos títulos. Quando a notícia é falsa ou sensacionalista, esse vai ser o primeiro item a saltar aos olhos

Erros simples de gramática e ortografia são bem comuns nas Fake News.

A situação do planeta já anda complicada. Não piore mais ainda dando corda para informações infundadas.

X