Bem-vindo ao Nosso Bem Estar!
Para acessar toda positividade de nosso conteúdo, escolha o portal mais próximo a você.

Beleza

22/02/2018 09h30

Como manter as axilas livres de manchas

O aparecimento de manchas escuras nas axilas é algo que incomoda. A boa notícia é que elas podem ser prevenidas e tratadas.

Por Nosso Bem Estar

Demartology Alliance
M31

As axilas são uma parte muito sensível do corpo.

As axilas são uma parte muito sensível do corpo que está constantemente sendo exposta ao calor, umidade, produtos químicos, navalhas e até mesmo outros fatores passíveis de causar seu escurecimento.

As manchas nas axilas são mais comuns em pessoas de peles morenas e negras, mas, comumente vem aparecendo com mais frequência em brancas, também. Os maiores causadores desse problema são:

  • Alergias;

  • Irritações causadas por cremes;

  • Depilação com lâmina e assaduras;

Embora não seja uma regra absoluta, o escurecimento nas axilas está muito associado ao uso de barbeadores. Mais especificamente: ao atrito. A presença deste fator por si só cria um escurecimento.

Funciona da seguinte forma: quando há a presença de um trauma constante em uma determinada região, existe ressecamento da pele e incentivo a uma reação de escurecimento – graças à melanina – como forma de proteção. Isso vale não só para axilas, como também para a região interna de coxas, por exemplo.

Como evitar o escurecimento das axilas?

  • Evite lâminas: tanto de barbear, como de navalhas. Embora depilar dessa maneira seja um procedimento rápido e indolor, resulta em um escurecimento enegrecido e não estético, além de pelos encravados. Dificilmente você vai levantar os braços sem se sentir incomodada. Além disso, algumas pessoas possuem alergia e sentem coceira na região logo depois, o que gera mais atrito e facilita a instalação do escurecimento.

  • Faça uma boa higiene: geralmente, um sabonete à base de triclosano é mais do que o suficiente. Ele remove bactérias que deixam a pele mais sensível e propensa ao aparecimento de manchas. Em caso de suor em excesso, lave as axilas ao menos três vezes com esse produto.

  • Tenha cuidado com a depilação: tenha cuidado durante a depilação com cera e evite contato com a luz solar por alguns dias ou opte por um creme depilatório – associado a um bom hidratante – ou uma depilação a laser.

  • Esfolie sempre: além de ajudar a remover impurezas e células mortas, remove também resíduos do desodorante. Você pode utilizar uma esponja vegetal para esfoliar uma vez por semana.

  • Use hidratantes: evitar o ressecamento das axilas é uma boa alternativa quando o objetivo é protegê-las. Use e abuse de tantos hidratantes por aí desenvolvidos para este fim.

  • Não use desodorantes ou cremes com álcool: o álcool resseca e queima superficialmente a região. Em algumas pessoas, até mesmo existe uma irritação leve e incômodo. Isso favorece o escurecimento.

  • Vista-se corretamente: prefira roupas mais leves e menos coladas para evitar atrito com a pele, principalmente se você sente suas manchas escurecerem cada vez mais.

 

Como tratar o escurecimento das axilas?

  • Depilação a laser: além de clarear a pele, este tipo de tratamento ajuda a evitar manchas decorrentes do atrito e destrói os pelos, fazendo com que nasçam cada vez mais finos.

  • Luz pulsada: geralmente um tratamento recomendado para quem possui manchas muito escuras, esse procedimento funciona à base de raios luminosos que são absorvidos pela melanina e ajudam a diminuir a coloração, as destruindo.

  • Peeling: no peeling, uma substância ácida é usada na região e, consequentemente, resulta em uma queimadura superficial. Essa região descama, remove a hiperpigmentação parcialmente ou totalmente e promove o nascimento de uma nova pele.

  • Associe tratamentos: nem tudo o que reluz é ouro. Te indicar oportunidades é uma coisa, mas, se você quer se livrar pra valer do seu problema é outra completamente diferente. Em alguns casos, as manchas voltam a aparecer ou estão escuras demais para um tratamento efetivo. Nesse caso, é altamente recomendado que o peeling e a luz pulsada sejam associados para eliminar de vez o problema.

  • Mude o que você usa: aquele desodorante que você usa desde que se lembra talvez não seja o indicado para você. Eles não devem ser escolhidos com base no cheiro ou conforto. Existem desodorantes no mercado que prometem clarear as axilas e, de fato, eles funcionam. Uns mais do que os outros. Teste sempre.

  • Tente despigmentadores e clareadores: eles são produtos no mercado para este fim, mas, em alguns casos, eles podem se mostrar pouco eficazes. Principalmente se a pigmentação for muito forte. Não use produtos caseiros que possam ressecar e agredir ainda mais sua pele, além de te deixar com um mau cheiro.

  • Proteja-se: se você for a uma praia ou algo do tipo, lembre-se de passar protetor solar  nas áreas manchadas que ficarão expostas ao sol.

X