Bem-vindo ao Nosso Bem Estar!
Para acessar toda positividade de nosso conteúdo, escolha o portal mais próximo a você.

Crescimento pessoal

20/02/2018 09h30

Trauma psicológico

Entenda melhor como ele acontece em nossas vidas e os efeitos emocionais que podem nos causar

Por Eduardo Wunsch

Psicólogos Brasil | Porgere Idee | NAP
M11

Traumas são lembranças do passado que continuam influenciando negativamente o presente.

Para a psicologia, os traumas acontecem em situações em que o sujeito se encontra vulnerável a elas. São experiências que ele não estava preparado para enfrentar, porque as suas defesas não eram suficientes para dar conta da magnitude do acontecimento. Foi como a criança, o adolescente ou o adulto interpretou e armazenou na sua memória o ocorrido. Esta lembrança fica arquivada e congelada na forma como ele interpretou o momento vivido.

Os prejuízos emocionais que a experiência particularmente traumática causa no sujeito, vai depender da intensidade deste evento e também do quanto ele é capaz de processar adequadamente a situação ocorrida.

O trauma acontece quando esta experiência deixa marcas psíquicas como se fossem feridas e toda vez que o cérebro entender que situações do presente estão relacionadas àquela experiência, ele dispara um alerta para o sistema nervoso do sujeito, afetando o pensamento e o comportamento. Assim, ele fará o possível para evitar reviver o evento que lhe traumatizou, muitas vezes impedindo que ele faça aquilo que tem vontade, pois o trauma acaba inibindo a energia de se viver plenamente.

O trauma psicológico pode se instalar através de um acontecimento ou pela repetição de situações emocionalmente dolorosas, geralmente circunstâncias carregadas de emoções demasiadamente intensas.

Alguns traumas até podem ficar mais suaves na medida em que a vida passa, porém, os de maior impacto duram por toda a vida se não tratados adequadamente. O trauma ou (os traumas) pode se tornar um transtorno debilitante com consequências sérias, limitando a pessoa em determinados aspectos da sua vida e impedindo o desenvolvimento pleno nas áreas cognitiva (pensamento), de aprendizagem, criatividade e produtividade. Ficam também comprometidas as relações interpessoais na família, no trabalho e nos grupos de amizades, além de provocar um constante desconforto e sofrimento psíquico. Isso acontece porque o cérebro está preocupado em resolver o problema, mesmo quando a pessoa não está pensando nele, ou seja, existe uma tarefa para o cérebro em nível inconsciente e enquanto não houver uma elaboração deste trauma, os sintomas continuaram a governar e atrapalhar a vida da pessoa.

SINTOMAS

Os sintomas do trauma aparecem na forma de hipervigilância, falta de concentração, dificuldade de dormir, episódios de ansiedade, ataques de pânico, ódio, raiva, hostilidade, culpa, desconfiança e evitação das outras pessoas, alteração do humor e também podem acarretar depressão, comportamentos obsessivos compulsivos e fobias.

Traumas são lembranças do passado que continuam influenciando negativamente o presente. Caso as perturbações e os comportamentos inadequados relacionados ao passado estão impedindo que a pessoa desenvolva de forma satisfatória as suas atividades diárias, então existe algo de errado no processamento daquelas memórias.

Se as causas dos traumas não forem tratadas, os sintomas normalmente tendem a se tornarem crônicos com possíveis prejuízos à qualidade de vida do sujeito. A psicoterapia é indicada por ter abordagens relevantes e eficazes para a reestruturação dos eventos traumáticos e do alívio emocional.

 

Eduardo Wunsch é psicólogo.

 
 
X